MULHERES E QUESTÕES DE GÊNERO NAS CIÊNCIAS SOCIAIS: UMA ANÁLISE DAS MATRIZES CURRICULARES DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UFRPE

Autores

Palavras-chave:

Gênero, Mulheres, Currículo, Ciências Sociais, UFRPE

Resumo

A monografia investigou quais espaços são ocupados pelas mulheres autoras e conteúdos relacionados às questões de gênero nas matrizes curriculares do curso de Ciências Sociais da UFRPE. Para tanto, a pesquisa qualitativa que utilizou-se de revisão bibliográfica, análises documentais e entrevistas semiestruturadas revelou que, até a conclusão deste trabalho, as autoras continuavam sendo invisibilizadas e as discussões de gênero ainda não estavam propostas de forma consistente no currículo do curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Ramos Alves dos Santos

Bacharela em Ciências Sociais pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e atualmente cursando especialização em Educação Ambiental e Cultural no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 1979.

BIROLI, Flávia. A Família Moderna. In: ______. Família: Novos Conceitos. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2014. pp. 07-23.

COSTA, Sérgio. Desprovincializando a sociologia: a contribuição pós-colonial. Revista Brasileira de Ciências Sociais. São Paulo, vol. 21, n. 60, p. 117-134, fev. 2006. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092006000100007>. Acesso em: 13 dez. 2017.

HARAWAY, Donna. “Gênero” para um dicionário marxista: a política sexual de uma palavra. Cadernos Pagu, Campinas, n. 22, p. 201-246, jan./jun. 2004. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0104-83332004000100009>. Acesso em: 11 fev. 2018.

GOMES, Nilma Lino. Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos. Revista Currículo sem Fronteiras. Minas Gerais, v. 12, n. 1. p. 98-109, jan./abr. 2012. Disponível em: <http://www.curriculosemfronteiras.org/vol12iss1articles/gomes.pdf>. Acesso em: 13 fev. 2018.

LEÃO, Renata Sá Carneiro (Org.). O livro dos 100 anos: memorial fotográfico da UFRPE. Recife: UFRPE, 2013.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. (Coleção Educação pós-crítica).

OY?WÙMÍ, Oyèrónké. Conceituando o gênero: os fundamentos eurocêntricos dos conceitos feministas e o desafio das epistemologias africanas. CODESRIA Gender Series. vol. 1, Dakar, CODESRIA, p. 1-10. 2004. Disponível em: < https://filosofia- fricana.weebly.com/uploads/1/3/2/1/13213792/oy%C3%A8r%C3%B3nk%C3%A9_oy%C4%9Bw%C3%B9m%C3%AD_- conceitualizando_o_g%C3%AAnero._os_fundamentos_euroc%C3%AAntrico_dos_conceitos_fe inistas_e_o_desafio_das_epistemologias_africanas.pdf >. Acesso em: 11 fev. 2018.

PASSOS, Elizete Silva (Org.). Um mundo dividido: o gênero nas Universidades do Norte e Nordeste. Salvador: UFBA, 1997.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A Universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. 3. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2011.

______. Entre Próspero e Caliban: colonialismo, pós-colonialismo e interidentidade. Revista Novos Estudos. São Paulo, n. 66, p. 23-52, jul. 2003. Disponível em: < https://pt.scribd.com/document/137792358/Sousa-Santos-Entre-Prospero-e-Caliban>. Acesso em: 12 fev. 2018.

______.; NUNES, João Arriscado; MENESES, Maria Paula G. Para ampliar o cânone da ciência: a diversidade epistemológica do mundo. In: SANTOS, Boaventura de Sousa (Org.). Semear utras soluções: Os caminhos da biodiversidade e dos conhecimentos rivais. Porto: Afrontamento, 2004. pp. 19–101.

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Revista Educação & ealidade. Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 71-99, jul./dez. 1995. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/71721/40667>. Acesso em: 11 fev. 2018.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

STRATHERN, Marylin. Um lugar no debate feminista. In: ______. O Gênero da Dádiva. Campinas: UNICAMP, 2006. cap. 2, pp. 53-77.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO. Coordenação do Curso de Bacharelado em Ciências Sociais. Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Ciências Sociais. Recife, 2012.

WILSHIRE, Donna. Os usos do mito, da imagem e do corpo da mulher na re-imaginação do conhecimento. In: JAGGAR, Alisson M.; BORDO, Susan R. Gênero, corpo, conhecimento. Rio de Janeiro: Record: Rosa dos Ventos, 1997. pp. 101-125.

Downloads

Publicado

2020-12-21