Medicina Veterinária (UFRPE) http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria <p>A revista científica Medicina Veterinária (UFRPE) do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), divulga artigo original, artigo de revisão, relato de caso e comunicação breve nas áreas de Medicina Veterinária, Zootecnia, Biologia e áreas correlatas. Os manuscritos podem ser publicados nos idiomas português e inglês. Não existe a cobrança de taxas para a publicação e os manuscritos publicados possuem o número do DOI. </p> <p><strong>ISSN: </strong><strong>2675-6617 (online).</strong></p> <p><strong>Periodicidade: </strong>Trimestral.</p> <p><strong>Qualis CAPES 2013-2016</strong><strong>: </strong>B2 – Zootecnia e Recursos Pesqueiros; B3 – Medicina Veterinária.</p> <p><strong>Editor-Gerente:</strong> Prof. Dr. Jean Carlos Ramos Silva.</p> pt-BR revmedvet@ufrpe.br (Jean Carlos Ramos Silva) revmedvet@ufrpe.br (Jean Carlos Ramos Silva) Tue, 06 Jul 2021 14:08:32 +0000 OJS 3.2.1.2 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Malformação congênita em gambá-de-orelha-branca (Didelphis albiventris Lund 1840) http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/3340 <p>A medicina zoológica estuda os animais silvestres, nativos ou não, de vida livre ou mantidos em zoológicos. Embora o gambá-de-orelha-branca (<em>Didelphis albiventris</em>) seja um marsupial abundante no Brasil, não são relatados casos de malformação congênita na espécie. Considerando a necessidade de se conhecer os aspectos clínicos e patológicos em animais silvestres, relatou-se um caso de malformação congênita em um juvenil de gambá-de-orelha-branca. O animal foi encaminhado para o Hospital Veterinário da UniCesumar (Maringá/Paraná), após ser encontrado em um fragmento florestal no município. Na anamnese, constatou-se que o paciente era dócil, debilitado, não se alimentava sozinho e sua dieta era composta por carne bovina e frango, peixes, ovos cozidos, maçã e banana. No exame clínico verificou-se que o animal apresentava mucosas normocoradas, hidratação regular e linfonodos não reativos. A língua era permanentemente mantida exposta, os caninos maxilares eram aparentes e a cauda apresentava desvios ósseos nos sentidos dorsoventral e laterolateral. Em exame radiográfico, constatou-se que o paciente apresentava desvio da fíbula esquerda, desvios ósseos na cauda e no corpo da mandíbula. O paciente foi mantido por um tutor em residência, visando manter o animal estável e nutrido. Dois meses após a primeira consulta, o tutor entrou em contato para comunicar que o animal havia morrido. Malformações congênitas são comuns em diferentes espécies, mas sua descrição em animais de vida livre é rara e esporádica, dificultando traçar dados epidemiológicos e fatores etiológicos. Estudos devem ser conduzidos visando quantificar casos de malformações em espécies silvestres, as preservando na natureza.</p> Caio Henrique Oliveira Carniatto, Jussara Maria Leite Oliveira Leonardo Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/3340 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Diagnóstico de propriedades leiteiras no município de Corinto, Minas Gerais, Brasil http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2174 <p>Objetivou-se realizar um diagnóstico de propriedades produtoras de leite, na região de Corinto, Minas Gerais. Foram entrevistados 30 produtores de leite com diferentes áreas, escalas de produção e níveis tecnológicos, no período de abril a julho de 2016. Foi aplicado um questionário contendo 96 questões, cujas respostas foram cadastradas em planilhas do <em>software</em> Sphinx<sup>®</sup> e realizado o agrupamento por meio de sua categorização e frequência. Os dados das propriedades avaliadas evidenciaram que os seguintes pontos fortes podem ser destacados: residência dos produtores na propriedade e tempo de experiência na atividade. Por outro lado, muitos pontos fracos foram identificados: baixo grau de escolaridade dos produtores, pequenas produtividades, não realização de escrituração zootécnica, ausência de calendário sanitário, pouco acesso à assistência técnica, problemas no dimensionamento dos rebanhos, ordenha manual com bezerro ao pé e falhas no manejo da criação de bezerras e novilhas.</p> Tânia Guimarães Rabello Conceição, Milton Ghedini Cardoso, Marcos Aurelio Lopes, Juliana Aparecida Vieira, Alessandro Botelho Pereira Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2174 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Interferência do balanço e relação eletrolítica sobre as variáveis fisiológicas de cordeiros lanados submetidos ao estresse pelo calor http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2715 <p>Objetivou-se com o presente experimento investigar se a manipulação do equilíbrio eletrolítico das dietas, com base em modificações no balanço eletrolítico (BE) e relação eletrolítica (RE), interfere na resposta dos parâmetros fisiológicos de cordeiros lanados submetidos ao estresse pelo calor. Para tanto, foram avaliadas as variáveis fisiológicas de doze cordeiros lanados, distribuídos em um delineamento experimental inteiramente ao acaso, em arranjo fatorial incompleto 3x3, totalizando cinco tratamentos. As variáveis fisiológicas foram avaliadas em três períodos distintos, dois deles com temperaturas médias de 28ºC, apresentando um período intermediário com temperaturas variando entre 35 e 37ºC. Os balanços eletrolíticos estudados foram 0, 50 e 100 mEq kg-<sup>1</sup>e as relações eletrolíticas 5:1, 10:1 e 15:1. Os resultados das variáveis fisiológicas foram submetidos à análise de variância e posteriormente à análise de regressão. Os parâmetros frequência respiratória, frequência cardíaca, temperatura do globo ocular, temperatura da axila e temperatura de mucosa retal se apresentaram sensíveis aos níveis de suplementação de BE e/ou RE e também foram influenciadas de forma significativa (P&lt;0,05) pela elevação na temperatura ambiental. Dessa forma, podemos concluir que a manipulação do equilíbrio eletrolítico em ovinos lanados foi capaz de interferir nas respostas fisiológicas desses animais.</p> Francisco Augusto Ricci Catalano, Fernanda Bovino, Francisco Leydson Formiga Feitosa, Juliana Regina Pieró, Manoel Garcia Neto, Max José Araujo Faria Neto, Luiz Claudio Nogueira Mendes Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2715 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Performance and intestinal development of chicks submitted to different rations and different types of incubation http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4399 <p>The objective of this work was to evaluate the effects of two types of incubation and two types of feeding on the performance of chickens and intestinal development of chicks during the pre-starter phase (1 to 7 days of age). One-year-old male Ross® chicks were used. The experimental design was a randomized complete block design, in a 2x2 factorial design, with two types of feed processing (bran and micropelleted) and two types of incubation machines (single and multiple stage), totaling four treatments, with four treatment repetitions each. Twelve birds per experimental unit were used, totaling 192 animals. Performance evaluations were conducted, such as mean weight, weight gain, feed intake, feed conversion, bowel weight and size, and percentage of intestine in relation to live weight. Histomorphometric tests on the height of the villi and depth of the duodenal crypts were also performed. The two incubation machines did not influence any of the analyzed variables. Even though both had the same composition, the micropelleted feed resulted in positive gains for the performance variables: average weight, weight gain, feed intake, and feed conversion when compared to the meal, but was unable to significantly influence the morphometric measurements of the duodenum of chicks in the pre-starter phase.</p> Eliete Souza Santana, José Neto Cassiano de Camargo, Michele Laboissière, Roberto Moraes Jardim Filho Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4399 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Avaliação do bem-estar animal por meio da caracterização e quantificação de lesões em carcaças de bovinos abatidos em frigorífico exportador no estado de Goiás, Brasil http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2210 <p>O presente trabalho teve como objetivos caracterizar e quantificar as lesões de bovinos enviados para abate em um frigorífico localizado na região centro-oeste do estado de Goiás, Brasil, cuja carne é destinada principalmente à exportação. As lesões foram classificadas de acordo com sua extensão e gravidade em: grau 1 - hematoma leve, grau 2 – hematoma intermediário e grau 3 – fratura. A ocorrência de tais lesões foi relacionada a condutas inadequadas de manejo pré-abate no âmbito do estabelecimento sendo para tanto considerados: densidade animal nos currais de espera, deslizamentos e quedas no desembarque, uso de bastão elétrico desde o desembarque até o box de insensibilização e número de vocalizações durante a condução dos animais. Ao final, foi observado que 100% dos animais apresentaram algum tipo de lesão sendo que as mais frequentes foram as de grau 1 (100%) seguidas de 2% de frequência para as lesões de grau 2. Estas foram relacionadas a falhas ocorridas fora do abatedouro frigorífico nas etapas de embarque e transporte tendo em vista que o estabelecimento atendeu os requisitos de boas práticas sob o ponto de vista do bem-estar animal.</p> Rian Carvalho Silva, Layra Soares Lessa de Pré, João Nélson dos Santos Morais Neto, Thaís Sampaio Ornellas, Suzane Vitória Freitas Morais, Francimar Fernandes Gomes Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2210 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Efeitos do sistema de criação na incidência de diarreia, metabolismo e performance de bezerras leiteiras no sul do Brasil http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2647 <p>O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil metabólico, desenvolvimento corporal e a incidência de diarreia neonatal em bezerras leiteiras alojadas em diferentes sistemas de criação. O estudo foi realizado em uma propriedade leiteira comercial, no município de Rio Grande/RS, utilizando 56 bezerras hígidas, da raça Holandês, a partir de um dia de vida até 35 dias, nos períodos de outono e inverno. As bezerras entraram no experimento com 1 dia de vida e foram divididas em dois grupos de acordo com o sistema de criação, sendo eles em: baias (n=28) e estacas (n=28). Todos os animais recebiam quatro litros de leite pasteurizado ao dia, divididos em duas ofertas, uma pela manhã e outra ao final da tarde, com água e concentrado <em>ad libitum</em>. Foram realizadas coletas de sangue por punção da veia jugular, na primeira, segunda e terceira semana após o nascimento, para análise de albumina, aspartato aminotransferase (AST), gama glutamil transferase (GGT), cálcio total, fósforo, sódio, magnésio, potássio, proteínas totais (PPT), ureia e paraoxonase 1 (PON1). Observou-se diferença em alguns metabólitos em relação ao sistema de criação de bezerras, onde os animais criados em estacas apresentaram menores concentrações séricas de albumina e PON1, além de menores concentrações de cálcio total, fósforo e magnésio em relação aos animais criados em baias. A diminuição desses metabólitos pode indicar que animais criados em estacas podem estar mais suscetíveis a doenças, devido a maior exposição a intempéries pelo fato de o sistema de criação ser ao ar livre.</p> Paola Soares, Josiane de Oliveira Feijó, Uriel Secco Londero, Jéssica Halfen, Francisco Augusto Burkert Del Pino, Marcio Nunes Corrêa, Antonio Amaral Barbosa, Cassio Cassal Brauner, Viviane Rohrig Rabassa Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2647 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Síndrome do jejuno hemorrágico em bovinos no estado de Pernambuco: relato de dois casos http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2536 <p>O objetivo deste trabalho foi descrever as informações clínico-epidemiológicas e a conduta terapêutica empregada em dois bovinos adultos acometidos pela síndrome do jejuno hemorrágico (SJH). A enfermidade cursa com enterite necro-hemorrágica aguda e pode levar à obstrução intestinal pela formação de coágulos sanguíneos. Sua ocorrência tem sido relatada em vários países, entretanto, no Brasil é pouco diagnosticada. Os animais, com histórico de anorexia, cólica, redução na produção leiteira e fezes de aspecto sanguinolento, foram atendidos na Clínica de Bovinos, Universidade Federal Rural de Pernambuco. O diagnóstico foi baseado nos achados clínicos, laboratoriais, ultrassonográficos e cirúrgico; sendo clinicamente evidenciada ressonância metálica no flanco direito, aumento da tensão abdominal, além de alteração nas características das fezes. A análise do fluido ruminal revelou comprometimento da microbiota e elevação nos teores de cloretos. No hemograma houve inversão da proporção linfócitos/segmentados e hiperfibrinogenemia no primeiro animal, enquanto no segundo ocorreu leucocitose por neutrofilia com desvio para esquerda e hipoproteinemia. A ultrassonografia evidenciou hipomotilidade, dilatação de segmentos intestinais e conteúdo com imagem ecogênica em sua luz, sugestivo de coágulos sanguíneos. Em um dos animais a laparotomia exploratória à direita foi utilizada como método diagnóstico e terapêutico, no outro animal, a conduta terapêutica realizada foi a medicamentosa. Embora a literatura relate baixo sucesso nos tratamentos da SJH, as abordagens empregadas nos animais deste trabalho foram eficientes, pois promoveram satisfatória recuperação clínica dos animais.</p> Ângela Imperiano da Conceição, José Augusto Bastos Afonso, Carla Lopes de Mendonça, Jobson Filipe de Paula Cajueiro, Nivaldo de Azevedo Costa, Rodolfo José Cavalcanti Souto, Nivan Antônio Alves da Silva, Luiz Teles Coutinho Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2536 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Fitoterápicos de ação terapêutica no sistema nervoso de caninos: revisão de literatura http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2733 <p>Fitoterápicos são medicamentos produzidos a partir de plantas que apresentam substâncias com princípios terapêuticos, a procura por esta terapia natural associa-se ao fato de que os fármacos sintéticos apresentam efeitos indesejáveis e alto custo. Na medicina veterinária o uso de fitoterápicos vem ganhando espaço no tratamento de uma grande variedade de enfermidades independente do sistema fisiológico acometido. Devido à importância em conhecer os estudos experimentais que relatem os benefícios da fitoterapia na neurologia veterinária, essa pesquisa bibliográfica realizada em livros, artigos, revistas, dissertações e teses teve o objetivo de relatar quais os fitoterápicos agem de forma terapêutica sobre o sistema nervoso central de caninos com distúrbios neurológicos e neuropsíquicos.</p> Terezinha Carla Carvalho da Silva, Ana Luísa Toscano Vieira Pinto, Evilda Rodrigues de Lima Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2733 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Ureteroneocistostomia unilateral em uma cadela com carcinoma de células transicionais em região de trígono vesical: relato de caso http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2689 <p>O carcinoma de células de transição (CCT) é o neoplasma de vesícula urinária mais comum no cão, compreendendo cerca de 80 a 90% dos tumores epiteliais do órgão. A região mais comumente acometida é o trígono vesical e, por isso, o tratamento cirúrgico muitas vezes não é possível para a ressecção completa do tumor. O objetivo deste trabalho é descrever a técnica de ureteroneocistostomia unilateral realizada em um cão diagnosticado com CCT em região de trígono vesical, destacando-a como uma opção terapêutica para esta afecção. Para diagnóstico foram realizadas ultrassonografia abdominal e citologia urinária, em que foi possível identificar a presença de uma massa amorfa em região de trígono vesical e presença de células com características de malignidade compatíveis com CCT, respectivamente. Para o tratamento, optou-se pela realização da ureteroneocistostomia unilateral, que demonstrou ser uma técnica eficiente ao restabelecer a função do ureter, permitindo a completa exérese da neoplasia, conforme demonstrado em urografia excretora. Conclui-se que a técnica de ureteroneocistotomia unilateral foi eficiente para o tratamento de uma cadela com CCT em região de trígono vesical.</p> Michelle Pereira Rocha, Grazielle Anahy de Sousa Aleixo, Robério Silveira de Siqueira Filho, Fábio Eduardo C. Borba Maranhão, Rômulo Nunes Rocha, Andrigo Barboza De Nardi Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2689 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Avaliação morfológica e tensiométrica de pericárdio bovino pré-tratados em glutaraldeído e conservados em glicerina http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2541 <p>O presente estudo teve por objetivo descrever o comportamento morfológico e mecânico do pericárdio bovino tratado em glutaraldeído nas concentrações de 0,625%, 0,8% e 1,0% por 18 dias, com posterior conservação em glicerina a 98% por 30 dias. Os pericárdios foram divididos nos grupos experimentais em controle (5 fragmentos de pericárdios bovinos conservados unicamente em glicerina a 98% por 30 dias seguidos), I (5 fragmentos de pericárdios bovinos tratados com glutaraldeído a 0,625% por 18 dias com posterior conservação em glicerina a 98% por 30 dias seguidos), II (5 fragmentos de pericárdios bovinos tratados com glutaraldeído a 0,8% por 18 dias com posterior conservação em glicerina a 98% por 30 dias seguidos) e III (5 fragmentos de pericárdios bovinos tratados com glutaraldeído a 1,0% por 18 dias com posterior conservação em glicerina a 98% por 30 dias seguidos), para avaliação histológica; para os ensaios de tração, além dos grupos já descritos, foi adicionado o grupo <em>in natura</em> (5 fragmentos de pericárdio bovino recém obtido sem nenhum tipo de tratamento ou conservação). Foram observadas alterações no aspecto físico quanto à coloração e textura das membranas tratadas com glutaraldeído comparadas ao do grupo controle. Não houve alterações histológicas e mecânicas do pericárdio bovino do grupo controle para os grupos experimentais I, II e III, mostrando, portanto, que a associação do glutaraldeído com a glicerina para preservação do pericárdio bovino apresentou morfologia e um comportamento dinâmico semelhante ao do grupo controle, sendo assim, considerado satisfatório para uma possível aplicação clínica.</p> Diego Gonzalez Vivas, José Vinicius Rodrigues Lopes, Alessandra Santos Feijó da Silva Souza, Lys Sirelli, Viviane Alves Escócio, Elen Beatriz Acordi Vasques Pacheco, Vivian de Assunção Nogueira, Marta Fernanda Albuquerque da Silva Copyright (c) 2021 Medicina Veterinária (UFRPE) https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/2541 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Characterization and in vitro susceptibility profile of bacterial samples harvest from canine chronic otitis http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4396 <p>This study aimed to identify which are the most frequent bacteria evolved in cases of chronic otitis in dogs in the metropolitan region of Curitiba, as well to determine their <em>in vitro</em> antimicrobial susceptibility. Data of positive bacterial culture from dogs affected by chronic or recurrent otitis were compiled from the records of the veterinary hospital of <em>Pontifícia Universidade Católica do Paraná</em>, Curitiba, southern Brazil. In a period of 16 months, a total of 83 bacterial cultures were performed, resulting in 192 isolates. All isolates were submitted to antimicrobial susceptibility tests, based on the Kirby-Bauer technique using 17 drugs from 8 antibiotic classes (?-lactams, aminoglycosides, lincosamides, macrolides, polypeptides, quinolones, tetracyclines, and amphenicols). The five most frequent bacterial isolates were <em>Staphylococcus </em>spp. (58.32%), <em>Proteus</em> spp. (14.58%), <em>Escherichia coli</em> (9.90%) and <em>Pseudomonas</em> spp. (8.33%). The four most effective antibiotics were amikacin (13.29%), neomycin (24.47%), gentamicin (25.52%) and tobramycin (26.70%); however, these aminoglycosides may cause ototoxicity, and their use should be restricted when the tympanic membrane is intact. Quinolones also showed antimicrobial effectiveness, with 29.17% of the isolates showing resistance to ciprofloxacin and 29.69% to enrofloxacin. According to the results, it can be concluded that aminoglycosides and quinolones were effective against microorganisms of canine chronic otitis.</p> Jorge Bárcena Barriuso, Deivid Roni Ribeiro, Javier Felipe Burchard, Kung Darh Chi, Amanda Anater, Marconi Rodrigues de Farias, Cláudia Turra Pimpão Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4396 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Mini-FLOTAC and McMaster egg counting method for detection of gastrointestinal parasites in small ruminants: a comparison study http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4397 <p>The proper diagnosis of gastrointestinal parasites of small ruminants requires the development of multivalent techniques characterized by high sensitivity, specificity, precision, reproducibility, and the ability to quickly detect and monitor infections that pose risks to animal health. The aim of this study was to evaluate the performance of Mini-FLOTAC technique and McMaster egg counting (gold standard) in the detection of gastrointestinal parasites of goats and sheep. A total of 789 fecal samples were analyzed (401 of sheep and 388 of goats). From those, nematode eggs were detected in 80.86% (638/789), being 72.57% (291/401) from sheep and 89.43% (347/388) from goats. The Mini-FLOTAC technique presented a better performance to detect helminth eggs in both goats (88.40%; 343/388) and sheep (71.57%; 287/401) (?2 = 10.358; p &lt; 0.0001). <em>Kappa </em>analysis revealed a weak concordance between techniques for goats (k = 0.342; p &lt; 0.001) and sheep (k = 0.281; p &lt; 0.001). Data herein reported suggests that the Mini-FLOTAC is a technique more sensitive than the McMaster egg counting, therefore its use might be adopted for the diagnosis of gastrointestinal infection in small ruminants.</p> Osires Lustosa Vieira, Lucia Oliveira Macedo, Marcos Antônio Bezerra-Santos, Lucas Azevedo dos Santos, Carla Lopes de Mendonça, Leucio Câmara Alves, Rafael Antonio do Nascimento Ramos, Gílcia Aparecida de Carvalho Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4397 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Parasites in vegetables used for human consumption: a risk for public health http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4398 <p>Vegetables are pivotal food source to the human beings, representing the source of key nutrients, which in turn the occurrence of chronic diseases. Nonetheless, the consumption of poorly washed or <em>in nature </em>vegetables may expose individuals to the risk of infection by parasites. The aim of this study was to assess the contamination by parasites of medical and veterinary concern in raw vegetables used for human consumption. Fresh vegetables [i.e., lettuces (n = 50), carrots (n = 50) and beet (n = 50)] were acquired in different market places across the municipality of Garanhuns (northeastern Brazil) and the presence of parasites assessed by a sedimentation technique. Parasites were detected in 44.7% (67/150) of the evaluated samples. This study provides important data on the occurrence of zoonotic agents in vegetables. Therefore, strict hygienic measures should be adopted to reduce the risk for vegetable contamination leading to a reduction of human infection by pathogens of medical importance.</p> Lucia Oliveira Macedo, Guilherme Mota Maciel Rego Barros, Tatiene Rossana Móta Silva, Gílcia Aparecida Carvalho, Rafael Antonio Nascimento Ramos Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4398 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000 Maternal brachycephaly only does not influence umbilical artery resistance in late canine pregnancy http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4400 <p>The popularity of canine brachycephalic breeds is rising in many countries of the world. Brachycephalic dogs are predisposed to developing brachycephalic obstructive airway syndrome (BOAS), resulting in lower partial pressure of oxygen in the arterial blood which might influence foetal haemodynamic parameters. Therefore, this study aimed to evaluate the influence of the maternal morphological characteristic (brachycephaly) on the resistive index of the umbilical artery (RIUA) during late pregnancy. This was a non-randomized and cross-sectional study that included data of foetuses from 42 clinically healthy pregnant bitches. The RIUA was measured in 137 foetuses, from 68 and 69 brachycephalic and non-brachycephalic bitches, respectively, between the seventh to ninth weeks of pregnancy. Gestational age was determined by ultrasonography according to foetal biparietal diameter (BP) by measuring two to four foetuses/pregnant bitch. Female dogs with at least one foetus diagnosed with a consistent heart rate below 180 bpm were not included in the present study. There was a significant weekly decrease in the RIUA of foetuses from both brachycephalic and non-brachycephalic bitches, from the seventh until the last week of evaluation. No differences were detected in the RIUA ate the same gestational week between foetuses from brachycephalic and non-brachycephalic bitches. In conclusion, maternal brachycephaly only is not able to induces RIUA changes in canine foetuses during late pregnancy.</p> Vitória Nayreli Freyre Gonçalves Sandes, Ligia Buzzá Roo de Mendonça, Diogo Ribeiro Câmara Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/medicinaveterinaria/article/view/4400 Tue, 06 Jul 2021 00:00:00 +0000