Adenite sebácea em cães: relato de três casos

Priscila Canato Schellin, Rafaela Rocha Amorim Barros, Paula Felex Montenegro, Maria Helena Barros Tavares, Edna Michelly Sá Santos

Resumo


A adenite sebácea é uma dermatose incomum em cães, caracterizada por ser uma doença inflamatória que resulta na destruição da glândula sebácea. Embora possa ocorrer em muitas raças, existe uma aparente prevalência em Poodles standard, Vizslas, Akitas e Samoiedas, variando a severidade dos sintomas de acordo com a raça e o tipo de pelagem. O diagnóstico se baseia nos sinais clínicos apresentados pelo paciente e nos achados do exame histopatológico das lesões, que demonstram ausência de glândulas sebáceas e presença de inflamação mínima. A doença é incurável, porém o tratamento pode ser realizado pela aplicação de óleos nas áreas acometidas e administração de imunomoduladores sistêmicos de maneira ininterrupta, evitando assim a recidiva dos sinais clínicos. Objetivou-se descrever três casos de adenite sebácea em cães nos quais os animais apresentaram lesões alopécicas, com formação melicérica multifocais e prurido com intensidade variável de ausente a moderada. O diagnóstico definitivo foi obtido pelo exame histopatológico e o tratamento instituído consistiu da aplicação tópica de ciclosporina diluída em óleo mineral, ou óleo mineral isolado. Pode-se concluir que foi possível diagnosticar a adenite sebácea nos casos descritos, por meio de dados da anamnese, exame clínico e exames complementares. Além disso, vale salientar que os cães malteses não estão listados como predispostos a enfermidade e a utilização da terapia tópica com óleo mineral associado ou não com ciclosporina demonstrou-se ser eficaz no tratamento da adenite sebácea de cães na sua fase crônica.

Palavras-chave


glândula sebácea, óleo, Maltês.

Texto completo:

PDF

Referências


Farias, M.R.; Peres, J.A.; Fabris, V.E.; Costa, F.S.; Pinto, R.G. Adenite sebácea granulomatosa em cães da raça akita. Revista Clínica Veterinária, 25: 33-38, 2000. Frazer, M.; Schick, A.; Lewis, T.; Jazic, E. Sebaceous adenitis in Havanese dogs: a retrospective study of the clinical presentation and incidence. Veterinary Dermatology, 22(3): 267-274, 2010. Griffin, C.E.K.; MacDonald, K.W.; John, M.; Griffin, C.E.; Kwochka, K.W.; MacDonald, J. M. Current veterinary dermatology: the science and art of therapy. Michigan: Mosby Year Book, 1993. 378p. Grognet, J. Sebaceous adenitis. Akc Gazette, 125(2): 28-29, 2008. Gross, T.L.; Ihrke, P.J.; Walder, E.J. Veterinary dermatopathology: a macroscopic and microscopic evaluation of canine and feline skin diasease. Saint Louis: Mosby Year Book, 2009. 256p. Gross, T.L.; Ihrke, P.J.; Walder, E.J. Skin diseases of the dog and cat. Clinical and histopatological diagnosis. Oxford: Blackwell Science, 2005. 563p.

Lam, A.T.; Affolter, V.K.; Outerbridge, C.A.; Gericota, B.; White, S.D. Oral vitamin A as an adjunct treatment for canine sebaceous adenitis. Veterinary Dermatology, 22: 301311, 2011. Larsson, C.E.; Lucas, R. Tratado de medicina externa: dermatologia veterinária. São Caetano do Sul: Interbook, 2016. 888 p. Linek, M. Adenite sebácea em cães. Veterinary Focus, 18: 12-16, 2008. Lucas, R.; Castangalo, K.L.; Rolan, R.T.; Jericó, M.M. Adenite sebácea: nova opção terapêutica – relato de caso. Revista Nosso Clínico, 11: 8-10, 2008. Lowell, A. What’s new in veterinary dermatology. In: WORLD SMALL ANIMAL VETERINARY ASSOCIATION, 30th. 2005. Mexico. Proceedings… Mexico, 2005. Medleau, L.; Hnilica, K.A. Dermatologia de pequenos animais. São Paulo: Roca, 2009. 512p. Miller, W.H.J.; Griffin, C.E.; Campbel, K.L. Miscellaneous skin diaseases. Small Animal Dermatology. Missouri: Elsevier, 2013, 948p. Obladen, A.; Farias, M.; Choque, K.C.C.; Werner, J.; Tammenhain, B. Adenite sebácea em um cão da raça lhasa apso. Acta Scientiae Veterinariae, 35: 448-449, 2007. Reichler, I.M.; Hauser, B.; Schiller, I. Sebaceous adenitis in the Akita: clinical observations, histopathology and heredity. Veterinary Dermatology, 12: 243-253, 2001. Reis, F.M. Adenite sebácea granulomatosa em um cão sem raça definida: relato de caso. 2009. 20 f. Monografia (Especialização). Clínica Médica de Pequenos Animais, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2009. Rhodes, K.H.; Codner, E.C. Dermatologia de pequenos animais – Consulta em cinco minutos. Rio de Janeiro: Revinter, 2005. 553p. Scott, D.W., Miller, W.H.; Griffin, C.E. Miscellaneous skin diseases. In: Patel, A.; Forsythe, P. Small animal dermatology. Saunders: Elsevier, 2001, 379p. Scott, D.W.; Miller, W.H.; Grifin, C.E. Dermatologia de pequenos animais. Rio de Janeiro: Interlivros, 1996. 856p.

Scott, D.W. Sterile granulomatous sebaceous adenitis in dogs and cats. Veterinary Anne, 33: 236, 1993. Sousa, C.A. Sebaseous adenitis. Veterinary Clinical. Small Animal, 36: 243-249, 2006. Travell, E., Bergvall, K., Egenvall, A. Sebaceous adenitis in Swedish dogs, a retropective study of 104 cases. Acta Veterinaria Scandinavica, 50: 11, 2008. Vercelli, A.; Cornegliani, L; Tronca, L. Sebaceous adenitis in three related Hovawart dogs. Veterinary Dermatology, 15: 52, 2004.

White, S.D.; Linder, K.E.; Schultheiss, P. Sebaceous adenitis in four domestic rabbits (Oryctatagus cuniculus). Veterinary Dermatology, 11: 53-60, 2000. White, S.D.; Rosychuk, R.; Scott, K.V.; Hargis, A.M.; Jonas, L.; Trettien, A. Sebaceous adenitis in dogs and results of treatment with isotretinoin and etretinate: 30 cases (19901994). Journal of the American Veterinary Medical Association, 207: 197200, 1995.




DOI: https://doi.org/10.26605/medvet-n1-1624

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
 
 
Medicina Veterinária (UFRPE)
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Departamento de Medicina Veterinária
Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n
Dois Irmãos, Recife, Pernambuco
CEP: 52171-900. Brasil.
+55 (081) 3320-6401