Avaliação da resposta imune de cães submetidos à vacinação contra cinomose associada ao estímulo pela acupuntura

Hugo César Viana Souza, Marianna Ulbrik Guerrera, Thais Melquiades Lima, Filipe Cássio Silva Lima, João Marcelo Wanderley Mendonça Uchôa Cavalcanti, Rita Cássia Carvalho Maia

Resumo


A acupuntura é um dos métodos mais antigos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) que consiste na técnica de estímulo cutâneo com agulhas em locais pré-determinados (os acupontos), para prevenir ou tratar doenças, sendo usada na imunomodulação, onde atua na atividade hemodinâmica, aumentando a população e atividade das células Natural Killers, CD4+, CD8+, dentre outras. Por este motivo, acupuntura vem sendo utilizada como terapia complementar no tratamento de algumas doenças infecciosas, como a cinomose canina que é uma das doenças infecciosas mais importantes dos caninos, sendo endêmica no Brasil, altamente contagiosa, levando a quadro neurológico e morte. Os animais acometidos geralmente são os que não foram primovacinados. Este trabalho objetivou avaliar a resposta humoral de cães a partir da administração de diferentes doses de vacina contra cinomose associada aos estímulos nos acupontos IG4 (Hegu), VG14 (Dahzui) e E36 (Zusanli), e foi desenvolvido no Hospital Veterinário do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Foram realizadas imunizações em 18 cães, com idades variadas, distribuídas aleatoriamente em cinco grupos, sendo eles: Grupo I (G1) – três animais que receberam a dose usual de vacina, no total de 1 mL, por via subcutânea na região do hipocôndrio direito; Grupo II (G2) – dois animais que receberam 1mL da dose usual de vacina, por via subcutânea na região do hipocôndrio direito e estímulos nos acupontos IG4, VG14 e E36. Grupo III (G3) - quatro animais que receberam no total de 1 mL de NaCl, por via subcutânea na região do hipocôndrio direito e estímulo nos acupontos IG4, VG14 e E36. Grupo IV (G4) - cinco animais que receberam 0,2 mL da dose vacinal, por via subcutânea, na região do hipocôndrio direito e estímulo nos acupontos IG4, VG14 e E36. Grupo V (G5) - dois animais que receberam 0,2 mL da dose vacinal por via subcutânea na região do hipocôndrio direito. A avaliação hematológica foi realizada antes de administração de qualquer protocolo experimental (D0) e 12 (D12) dias após a administração dos protocolos. Os parâmetros avaliados foram o perfil hematológico e titulação de anticorpos anti-CDV. Os resultados obtidos demonstraram que a estimulação pela acupuntura elevou o título de anticorpos contra cinomose dos cães, em todos os grupos experimentais, até mesmo aqueles que não foram revacinados, mas que apresentavam um título médio anticorpos, demonstrando a real atividade imunoestimulante da acupuntura. Além disso, os parâmetros leucométricos demonstraram uma melhora na condição geral das defesas dos animais, uma vez que, em média, houve maior equilíbrio desses parâmetros após o uso da acupuntura. De acordo com nossos resultados, podemos concluir que a acupuntura pode se tornar uma técnica promissora no estímulo imunológico pré-vacinal de cães.

Palavras-chave


CDV, anticorpos, imunização, Medicina Tradicional Chinesa.

Texto completo:

PDF

Referências


Aoki, C.G. Metaloproteinases de matriz 2 e 9 no líquido cefalorraquidiano e soro de cães naturalmente infectados pelo vírus da cinomose. 2014. 44 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) – Programa de PósGraduação em Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista. Biazzono, L.; Hagiwara, M.R.; Corrêa, A.R. Avaliação da resposta imune humoral em cães jovens imunizados contra a cinomose com vacina de vírus atenuado. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 38(5): 245-250, 2001.

Bihari, A.W.; Kumar, A.; Garg, S.K. Enhancement of antibody production by electro-acupuncture in goats immunized with Salmonella typhimurium. Indian Journal of Animal Sciences, 6S (1); 6, 1995.

Bottecchia, R.J. Imunomodulação pelo “point injection” no acuponto “bai hui” em bovinos vacinados contra a brucelose e o carrapato Boophilus microplus (Canestrini, 1889). 2005. 145f. Tese (Doutorado em Produção Animal) – Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Estadual do Norte Fluminense.

Brito, H.F.V.; Corat, M.A.F.; Santos, M.R.; Gilioli, R.; Passos, L.A.C.; Lancellotti, M.; Ferreira, F.; Min, L.L. Tratamento de sequelas neurológicas em cães, causadas por infecção pelo vírus da cinomose, através do transplante alogênico de células mononucleares de medula óssea. Revista Científica de Medicina Veterinária - Pequenos Animais e Animais de Estimação, 8(24): 26-29, 2010.

Carvalho, O.V.; Botelho, C.V.; Ferreira, C.G.T.; Scherer, P.O.; Soares-Martins, J.A.P.; Almeida, M.R.; Silva Júnior, A. Immunopathogenic and neurological mechanisms of canine distemper virus. Advances in Virology, 2012: 1-10, 2012.

Drummond, B.L. Acupuntura na modulação da produção sanguínea. 2009. 22f. Monografia (Especialização em Acupuntura Veterinária), Instituto Homeopático Jacqueline Peker. Durval, D.; Ginger, U. Vaccine associated immune-mediated hemolytic anemia in the dog. Journal of Veterinary Internal Medicine, 10(5): 290-295, 1996.

Freitas-Filho, E.G.; Ferreira, M.R.A.; Dias, M.; Moreira, C.N. Prevalência, fatores de risco e associações laboratoriais para cinomose canina em Jataí-GO. Enciclopédia Biosfera, 10(18): 2356-2365, 2014.

Greene, C.E.; Appel, M.J. Canine distemper. In: Greene, C. E. (Eds.). Infectious diseases of the dog and cat. Philadelphia: Elsevier, p. 2541, 2006.

Hendrick, M.J.; Goldschmidt, M.H. Do injection site reactions induce fibrosarcomas in cats? Journal of the American Veterinary Medical Association, 199(8): 968, 1991.

Hogenesch, H.; Azcona-Olivera, J.; ScottMoncrieff, C.; Snyder, P.W.; Glickman, L.T. Vaccine-induced autoimmunity in the dog. Advances in Veterinary Medicine, 41: 733747, 1999.

Horzinek, M.C. Vaccine use and disease prevalence in dogs and cats. Veterinary Microbiology, 117(1): 2-8, 2006.

Jain, N.C. Essentials of veterinary hematology. Philadelphia: Lea & Febiger, 1993. Kaneko, J.J.; Harvey, J.W.; Bruss, M.L. (eds.). Clinical biochemistry of domestic animals. 5ed. New York: Academic Press, 1997.

Kim, M.S., Nam, T.C., Eletroencephalography (EEG) spectral edge frequency for assessing the sedative effect of acupuncture in dogs. Journal of Veterinary Medical Science, 68(4): 409-411, 2006.

Kim, S.K.; Bae, H. Acupuncture and immune modulation. Autonomic Neuroscience: Basic and Clinica, 157: 38-41, 2010.

Lignon, G.B.; Bottecchia, R.J. Efeitos da terapia de injeção em pontos de Acupuntura em coelhos. Comunicado Técnico EMBRAPA, 41: 1-2, 2000. Maclachlan, N.J.; Dubovi, E.J. Fenner’s veterinary virology. 4ª ed.: Academic Press, 2011, 534 p.

Mangia, S.H.; Moraes, L.F.; Takahira, R.K.; Motta, R.G.; Franco, M.M.; Megid, J.; Silva, A.V.; Paes, A. C. Efeitos colaterais do uso da ribavirina, prednisona e DMSO em cães naturalmente infectados pelo vírus da cinomose. Pesquisa Veterinária Brasileira, 34(5): 449-454, 2014.

Marques, A.R.P.A. Terapia com células estaminais derivadas do tecido adiposo em cães com sequelas neurológicas da esgana. 2016. 84 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) – Programa de PósGraduação em Medicina Veterinária, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Matthiesen, A.D. Acupuntura no tratamento da cinomose canina. 2004. 40 f. Monografia (Especialização em Acupuntura Veterinária). Programa de Pós-Graduação em Acupuntura Veterinária, Universidade Estadual Paulista. Medeiros, R; Saad, M. Acupuntura: efeitos fisiológicos além do efeito placebo. O Mundo da Saúde, 33(1): 69-72. 2009.

Nunes, F.V. O uso da acupuntura no tratamento da anemia. 2010. 51 f. Monografia (Graduação em Medicina Veterinária). Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sherding, R.G. Cinomose canina. In: Bichard, D.V.M; Sherding, R.G. Manual Saunders: clínica de pequenos animais. 3.ed. São Paulo: Roca, p. 2048, 2008. Silva, C.C.F. Acupuntura no tratamento da cinomose nervosa. 2011. 38 f. Monografia (Graduação em Medicina Veterinária). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Smith, C.A. Are we vaccinating too much? Journal of American Veterinary Medical Association, 207(4): 421-425, 1995. Takahashi, T.; Sumino, H.; Kanda, T.; Yamaguchi, N. Acupuncture modifies immune cells. Journal of Experimental & Clinical Medicine, 1(1): 17-22, 2009.

Wolf, A. M. Canine and feline vaccination: protocols, products, and problems. In: PENN ANNUAL CONFERENCE, 110TH. Pennsylvania. Proceedings... Pennsylvania, 2010. p.16-29.

Yamaguchi, N.; Takahashi, T.; Sakuma, M.; Sugita, T.; Uchikawa, K.; Sakaihara, S.; Kanda, T.; Arai, M.; Kawakita, K. Acupuncture Regulates leukocyte Subpopulations in Human Peripheral Blood. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine, 4(4): 447-453, 2007.




DOI: https://doi.org/10.26605/medvet-n1-1591

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
 
 
Medicina Veterinária (UFRPE)
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Departamento de Medicina Veterinária
Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n
Dois Irmãos, Recife, Pernambuco
CEP: 52171-900. Brasil.
+55 (081) 3320-6401