PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO NA FEIRA DE ARTESANATO DE CARUARU-PE

Glauber Quirino Falcão, Eddie Raoni de Lima Marques, Givanildo Pereira de Souza, Rossana Guerra de Sousa

Resumo


A feira de artesanato de Caruaru é um ambiente de micro e pequenos negócios, que favorece o desenvolvimento local e que também possui o seu destaque na importância histórica e cultural da região. No âmbito da gestão dos negócios, o planejamento e controle financeiro são considerados mecanismos essenciais para a perpetuidade e sucesso dos empreendimentos. Assim, esse estudo teve como objetivo descrever as características dos gestores e dos empreendimentos localizados na feira de artesanato de Caruaru-PE e identificar como esses profissionais lidam com o planejamento e controle financeiro. A pesquisa foi realizada com a aplicação de questionários sobre uma amostra de 71 empreendimentos de um universo de 238 negócios que atuam na feira. Dentre os resultados encontrados, percebeu-se que a administração dos negócios predominantemente é realizada pelo próprio dono e que na sua maioria possuem escolaridade até o ensino médio. Em relação às características de gestão financeira, diagnosticou-se que as ferramentas de planejamento financeiro são pouco utilizadas, enquanto o uso de algumas técnicas de controle financeiro normalmente são empregadas no dia a dia. Os resultados apresentados contribuem com informações importantes para o pólo econômico e cultural, como também podem nortear as práticas de gestão financeiras dos empreendedores locais.

Palavras-chave


Planejamento; Controle Financeiro; Empreendedorismo.

Texto completo:

PDF

Referências


Alves, J. da C., Dias, N. T., & Monsores, G. L. (2015, Outubro). Consultoria empresarial como ferramenta estratégica de desenvolvimento em pequenas empresas. Anais do XII Simpósio de excelência em gestão e tecnologia – SEGeT, Rezende, RJ, Brasil, 12.

Anthony, R. N., & Govindarajan, V. (2002). Sistemas de controle gerencial. São Paulo: Atlas.

Assaf Neto, A., & Lima, F. G. (2014). Fundamentos de administração financeira. (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Atkinson, A. A., Banker, R. D., Kaplan, R. S., & Young, M. (2011). Contabilidade Gerencial. (3a ed.). São Paulo: Atlas.

Baradel, E. C., Martins, S., & Oliveira, A. R. (2010). Planejamento e Controle Financeiro: Pesquisa-ação em uma microempresa varejista. Revista de Negócios. Blumenau, 15 (4), 78-96.

Braga, R. (1995). Fundamentos e técnicas de administração financeira. (4a ed.). São Paulo: Atlas.

Colina, M. A. V., Medina, G. R., & Molina, Z. M. (2011). Financial planning and Access to financing in small and medium-sized companies in the Venezuelan manufacturing sector. Innovar, 21 (42), 99-112.

Couto, J. H. S. (2011). Plano de metas organizacionais: um desenho para a lógica da produtividade. (Dissertação de Mestrado em Administração). Universidade FUMEC, Belo Horizonte.

Crepaldi, S. A., & Crepaldi, G. S. (2014). Contabilidade Gerencial: teoria e prática. São Paulo: Atlas.

Dantas, G. P. G. (2007). Feira de Macaíba/RN: um estudo das modificações na dinâmica socioespacial (1960-2006). (Dissertação de Mestrado em Geografia). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

Figueiredo, S., & Caggiano, P. C. (2004). Controladoria: teoria e prática. (3a ed.). São Paulo: Atlas.

Franco, A. A., & Furtado, W. (2010, Setembro). A qualidade percebida pelos alunos do curso de administração: adaptação do método Servqual em uma IES do Triângulo Mineiro. Anais do SEMEAD - Seminários em Administração, São Paulo, SP, Brasil, 13.

Greatti, L. (2004, Setembro). O uso do plano de negócios como instrumento de análise comparativa das trajetórias de sucesso e do fracasso empresarial. Anais do ENANPAD - Encontro da Associação Nacional de Pesquisa em Administração, Curitiba, PR, Brasil, 18.

Hoji, M. (2008). Administração financeira e orçamentária. (9a ed.). São Paulo: Atlas.

IPHAN- Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. (2006). Dossiê Feira de Caruaru: inventário nacional de referência cultural. 2006. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Dossie_feira_de_caruaru.pdf. Acesso em: 24/05/2017.

IPHAN- Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. (2007). Feirantes e comunidade recebem título da Feira de Caruaru como patrimônio imaterial do Brasil. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/1780. Acesso em: 24/05/2017.

Kummer, A. A., Bromberger, D., & Dondoni, P. C. (2011). A Utilização das Ferramentas de Gestão Financeira das Empresas: o caso das micro e pequenas empresas da cidade de São João no Sudoeste do Paraná. Revista CAP, 5 (5), 26-32.

Leite Filho, G. A., & Figuero, A. F. G. (2009, Novembro). Fatores que determinam a descontinuidade das empresas: um estudo sob o ponto de vista dos contadores na cidade de Montes Claros (MG). Anais do Congresso Brasileiro de Custos, Fortaleza, CE, Brasil, 16.

Lima, A. N., & Imoniana, J. O. (2008). Um estudo sobre a importância do uso das ferramentas de controle gerencial nas micro, pequenas e médias empresas industriais no município de São Caetano do Sul. Revista da Micro e Pequena Empresa, 2 (3), 28-48.

Lopes, L. C., Siqueira, K. P. S., Vieira, E. M. M., & Freitas, M. A. L. (2011). Adoção de Práticas de Controles Financeiros e não Financeiros por Microempreendedores Individuais. Gestão e Sociedade. Belo Horizonte, 8 (21), 749-766.

Maximiano, A. C. A. (2011). Introdução à Administração. (8ed.). São Paulo: Atlas.

Miranda, G. A. (2009). Feira na cidade: limites e potencialidades de uma interface urbana nas feiras de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB). (Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento Urbano). Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Miranda, L. B. S., França, I. M., Ferreira, J. A. D., Martins, M. R., & Miranda, L. M. (2016). Ferramentas administrativas utilizadas nas micro e pequenas empresas: uma análise realizada no centro comercial da cidade de Viçosa – MG. Revista CONBRAD, 1 (2), 39-52.

Pernambuco. (2013). Inventário de atrativos culturais do estado de Pernambuco. Recife: FIPE.

Puga, F. P. (2000). Experiências de apoio às pequenas e médias empresas nos Estados Unidos,

na Itália e em Taiwan. Textos para Discussão 75. Rio de Janeiro: BNDES. Disponível em: http://www.bndes.gov.br. Acesso em 02 abril de 2017.

Santos, C. T. de A., & Góes, A. O. S. (2015). Consultoria e empreendedorismo: uma abordagem estratégica. Revista Cadernos de Aulas do LEA, 4, 1-15.

Santos, E. O. dos. (2010). Administração financeira da pequena e média empresa. (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Santos, L. M. dos, Ferreira, M. A. M., & Faria, E. R. (2009). Gestão financeira de curto prazo: características, instrumentos e práticas adotadas por micro e pequenas empresas. Revista de Administração da UNIMEP, 7 (3), 70-92.

Santos, M., & Guarnieri, S. (2000). Características Gerais do Apoio a Arranjos Produtivos Locais. Disponível em: https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/bitstream/1408/2988/1/BS%2012%20Caracter%C3%ADsticas%20gerais%20do%20apoio%20a%20arranjos%20produtivos%20locais_P.pdf.

SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. (2013). Como elaborar um plano de negócios. Brasília: Sebrae.

SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. (2014). O financiamento dos pequenos negócios no Brasil. Brasília: Sebrae.

Silva, J. P. da. (2013). Análise Financeira das empresas. (12a ed.). São Paulo: Atlas.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Management Control Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.