FUNÇÕES DO CONTROLLER NO BRASIL E NA ARGENTINA: COMPARATIVO COM BASE EM ANÚNCIOS DE SITES DE EMPREGOS

Denise Rose Bracht Fank, Rodney Wernke, Antônio Zanin

Resumo


O estudo tem por objetivo identificar as características exigidas para a contratação de controllers nas ofertas de vagas divulgadas pelas maiores empresas de recrutamento e seleção em recursos humanos no Brasil e na Argentina. Para tanto, foram consultados os 14 sites maiores que anunciam vagas para a controladoria, sendo sete no Brasil e sete na Argentina. Essa busca resultou em um total de 996 anúncios, sendo 603 no Brasil e 393 na Argentina, onde as vagas foram classificadas nas perspectivas “parceiro de negócios”, “contador de feijão” e “múltiplas funções”. Os resultados no Brasil mostram que não existe uma predominância absoluta de uma perspectiva, pois “contador de feijão” e “múltiplas funções” tiveram pouca diferença do total de vagas anunciadas, com 38,81% e 35,99% respectivamente. Na Argentina, os resultados mostram que a perspectiva “múltiplas funções” representa 42,24% e contador de feijão 33,08%. Na análise comparativa entre os países foram percebidas diferenças entre as atividades a serem executadas pelos pretendentes aos cargos anunciados, pois das dez atribuições mais mencionadas no Brasil, somente seis destas também ficaram entre as dez mais requisitadas na Argentina. E entre essas seis atividades foram constatadas diferenças no posicionamento no ranking, destacando que, no Brasil, o “Orçamento (budget)” ficou em primeiro lugar e na Argentina em oitavo, enquanto que a atividade “Rotinas contábeis” ostentou a primeira colocação no caso argentino e ficou em terceira posição no Brasil.


Palavras-chave


Controladoria; Controller; Funções.

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, L. B., Parisi, C., & Pereira, C. A. (2001). Controladoria: uma abordagem da gestão econômica GECON. São Paulo: Atlas.

Araújo, J. G. R., Callado, A. L. C., & Cavalcanti, B. S. B. (2014). Habilidades e competências do controller: um estudo com alunos de cursos de pós-graduação em controladoria. Revista Catarinense da Ciência Contábil. Florianópolis, 13 (38), 52-64.

Beuren, I. M. (2002). O papel da controladoria no processo de gestão. In: Schimidt, Paulo (Org.). Controladoria: agregando valor para a empresa. Porto Alegre: Bookmann.

Beuren, I., Bogoni, N., & Fernandes, L. (2008). Análise da abordagem da controladoria em dissertações dos programas de pós-graduacão em ciências contábeis. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 10 (28), 249-263.

Borinelli, M. L. (2006). Estrutura conceitual básica de controladoria: sistematização à luz da teoria e da práxis. (Tese de Doutorado em Ciências Contábeis). Universidade de São Paulo, São Paulo.

Brito, O. S. (2003). Controladoria de risco – retorno em instituições financeiras. São Paulo: Saraiva.

Calijuri, M. S. S., Santos, N. M. B., & Santos, R. F. (2005, Novembro). Perfil do controller no contexto organizacional atual brasileiro. Anais do Congresso Internacional de Custos, Florianópolis, SP, Brasil, 9.

Crepaldi, S. A. (2004). Contabilidade gerencial: teoria e prática. (3a ed.). São Paulo: Atlas.

Degenhart, L., Vogt, M., & Lavarda, C. E. F. (2015, Maio). Relação entre as motivações, as habilidades e competências do controller na percepção de alunos de pós-graduação em controladoria. Anais do International Conference on Information Systems and Technology Management- CONTECSI, São Paulo, SP, Brasil, 12.

Ferrari, M. J., Cunha, L. C., Lunkes, R. J., & Borgert, A. (2013). O perfil do controller sob a ótica do mercado de trabalho nacional. Revista de Informação Contábil, 7 (3), 25-50.

Fiirst, C., Pamplona, E., Lavarda, C. E. F., & Zonatto, V. C. S. (2015, Outubro). Perfil do controller e a evolução histórica da profissão no contexto brasileiro. Anais do Congresso Nacional de Administração e Contabilidade – AdCont, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 6.

Gomes, C. V., Souza, P., & Lunkes, R. J. (2014). O perfil do profissional da controladoria solicitado por empresas brasileiras. Revista de Globalizacion, Competitividad y Gobernabilidad, 8 (1), 34-50.

Heckert, J. B.; Willson, J. D. (1963). Controllership. New York: Ronald Press.

Lunkes, R., Schnorrenberger, D., Gasparetto, V., & Vicente, E. (2009). Considerações sobre as funções da controladoria nos Estados Unidos, Alemanha e Brasil. Revista Universo Contábil, 5 (4), 63-75.

Martin, N. C. (2002). Da contabilidade à controladoria: a evolução necessária. Revista Contabilidade & Finanças FIPECAFI– FEA - USP, São Paulo, 13 (28), 7-28.

Martins, G. de A., Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Mosimann, C. L., & Fisch, S. (1999). Controladoria: seu papel na administração da empresa. (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Oliveira, S. L. (1997). Tratado de metodologia científica: projetos de pesquisa, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. São Paulo: Pioneira.

Oliveira, L. M., Perez, J., Silva, J. H., Santos C. A. (2002). Controladoria Estratégica. São Paulo: Atlas.

Peleias, I. R., Guimarães, P. C., Silva, D., & Ornelas, M. M. G. (2008). Identificação do perfil profissiográfico do profissional da contabilidade requerido pelas empresas, em anúncios de emprego na região metropolitana de São Paulo. Base - Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 5 (12), 131-141.

Peters, M. R. S. (2004). Controladoria Internacional. São Paulo: DVS Editora.

Richardson, R. J. (2011). Pesquisa social: métodos e técnicas. (3a ed.). São Paulo: Atlas.

Schnorrenberger, D., Castro, G. K., & Lunkes, R. J. (2015, Novembro). Perspectivas profissionais do controller no Brasil e Espanha. Anais do Congresso Brasileiro de Custos, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 22.

Siqueira J. R. M., & Soltelinho, W. (2001). O profissional de controladoria no mercado brasileiro: do surgimento da profissão aos dias atuais. Revista Contabilidade & Finanças, 12 (27), 66-77.

Vargas, S. B., & Borinelli, M. L. (2016, Junho). Práticas de controladoria adotadas por empresas sob regulação governamental. Anais do Congresso ANPCONT, Ribeirão Preto, SP, Brasil, 10.

Vicente, C. S., Major, M. J., Pinto J. C., & Sardinha J. (2009). Estudo do papel dos controllers de gestão em Portugal. Rev. Portuguesa e Brasileira de Gestão, Lisboa, 8 (3), 66-79.

Weber, J. (2011). The development of controller tasks: explaining the nature of controllership and its changes. Journal of Management Control, 2 (1), 25-46.

Wiggers, N., Souza, P., & Lunkes, R. J. (2015, Junho). Controller: estudo sobre a relação entre funções, salário e formação acadêmica. Anais do Congresso ANPCONT, Curitiba, PR, Brasil, 9.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Management Control Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.