Potencial Natural de Erosão e Limite de Tolerância de Perdas de Solo em Bacia Hidrográfica na Região do Brejo Paraibano

Autores

Palavras-chave:

risco de erosão erosão potencial geoprocessamento

Resumo

Este trabalho estimou o limite de tolerância de perda de solo (LTP) e o potencial natural de erosão (PNE) da bacia hidrográfica de Vaca Brava localizada na região do Brejo Paraibano utilizando técnicas de geoprocessamento e a linguagem algébrica do SPRING para a modelagem dos dados. Os resultados mostraram que o LTP da classe muito alta ocorreram em 95,53% da bacia estando associadas ao Argissolo e ao Latossolo. O fator S apresentou maior influência ao potencial natural a erosão em relação aos fatores R com 100% na classe média e K com 82,47% também na classe média.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Roberto Megna Francisco, Universidade Federal de Campina Grande

DR EM ENGENHARIA AGRICOLA EM IRRIGAÇÃO E DRENAGEM PELA UFCG MSC EM AGRONOMIA EM MANEJO DE SOLO E AGUA PELA UFPB TECNOLOGO AGRICOLA ESPECIALIZAÇÃO EM MECANIZAÇÃO PELA UNESP GRADUANDO EM ENGENHARIA AGRICOLA PELA UFCG

Referências

AESA. Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. Disponível em: http://www.aesa.pb.gov.br. Acesso em: 25 de março de 2011.

ALBUQUERQUE, A. W.; MOURA FILHO, G.; SANTOS, J. R.; COSTA, J. P. V.; SOUZA, J. L. Determinação de fatores da equação universal de perda de solo em Sumé, PB. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.9, n.2, p.153-160, 2005.

ALVARES, C. A.; STAPE, J. L.; SENTELHAS, P. C.; GONÇALVES, J. L. DE M.; SPAROVEK, G. Köppen's climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v.22, n.6, p.711-728, 2013.

ANDRADE, L. A.; MACHADO, C. C. C. Diagnóstico geoambiental Integrado do município de Areia, Paraíba, como subsídio para o planejamento e gestão ambiental: caracterização do uso e cobertura da terra no município de Areia-PB. Universidade Federal da Paraíba, 2018. 24p. Disponível em: http://www.cca.ufpb.br/cca/contents/paginas/institucional/diagnostico-geoambiental-integrado-do-municipio-de-areia. Acesso em: 20 dezembro de 2020.

BAI, Z. G.; DENT, D. L.; OLSSON, L.; SCHAEPMAN, M. E. Proxy global assessment of land degradation. Soil Use and Management, v.24, n.3, p.223-234, 2008.

BENITES. V. M.; MACHADO, P. L. O. A.; FIDALGO, E. C. C.; COELHO, M. R.; MADARI, B. E. Pedotransfer functions for estimating soil bulk density from existing soil survey reports in Brazil. Geoderma, v.139, p.90–97, 2007.

BERTONI, J.; LOMBARDI NETO, F. Conservação do solo. Piracicaba, SP, LivroCeres, 1990. 132p.

BLANCO, H.; LAL, R. Principles of soil conservation and management. New York: Springer, 2008.

BRASIL. Ministério da Agricultura. Levantamento Exploratório e de Reconhecimento dos Solos do Estado da Paraíba. Rio de Janeiro. Convênio MA/CONTA/USAID/BRASIL, 1972. (Boletins DPFS-EPE-MA, 15 - Pedologia, 8).

BUENO, C. R. P.; STEIN, D. P. Potencial natural e antrópico de erosão na região de Brotas, Estado de São Paulo. Acta Scientiarum Agronomy, v.26, p.1?5, 2004.

CÂMARA, G.; MEDEIROS, C. B.; CASANOVA, M. A.; HEMERLY, A.; MAGALHÃES, G. Anatomia de Sistemas de Informação Geográfica. Escola de Computação. SBC, 1996. 193p.

CAMPOS, M. C. C.; QUEIROZ, S. B. Reclassificação dos perfis descritos no Levantamento Exploratório - Reconhecimento de solos do Estado da Paraíba. Revista de Biologia e Ciências da Terra, v.6, n.1, 2006.

CARVALHO, E. M.; PINTO, S. A. F.; SEPE, P. M.; ROSSETTI, L. A. F. G. Utilização do geoprocessamento para avaliação de riscos de erosão do solo em uma bacia hidrográfica: estudo de caso da bacia do rio Passa Cinco/SP. In: Simpósio Brasileiro de Ciências Geodésicas e Tecnologias da Geoinformação, 3. Anais...Recife, 2010. p.001-008.

CARVALHO, E. M.; PINTO, S. DOS A. F. Avaliação do potencial natural de erosão da bacia do córrego João Dias, Aquidauana, MS. In: Simpósio de Geotecnologias no Pantanal, 3, 2010, Cáceres. Anais...Cáceres, 2010. Embrapa Informática Agropecuária/INPE, p.666 -675.

CHAVES, I. B.; SLACK, D. C.; GUERTIN, D. P.; LOPES, V. L. Estimativa da erodibilidade e sua relação com outros atributos dos solos do Estado da Paraíba. In: Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, 15, Santa Maria, 2004. Anais...SBCS, Santa Maria, 2004.

CUTILLAS, P. P.; BARBERÁ, G. G.; GARCÍA, C. C. Evaluación de la erosionabilidad (factor k) y su variabilidad espacial en relación con los usos del suelo. GeoFocus. Revista Internacional de Ciencia y Tecnología de la Información Geográfica, n.23, p.71-96, 2019.

DENARDIN, J. E. Erodibilidade do solo estimada por meio de parâmetros físicos e químicos. 114f. Tese (Doutorado). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Universidade de São Paulo. Piracicaba, 1990.

DIAS, E. R.; SILVA, R. M. Estimativa do risco à erosão do solo no município de Lucena-Paraíba. Caminhos de Geografia, v.16, n.54, p.192-204, 2015.

FARIAS, L. C. DE. Diagnóstico físico-conservacionista das terras e a percepção comunitária–bacia hidrográfica da barragem Vaca Brava–Areia, PB. 127f. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Manejo de Solo e Água. Universidade Federal da Paraíba. Areia, 2006.

FOSTER, G. R.; MCCOOL, D. K.; RENARD, K. G.; MOLDENHAUER, W. C. Conversion of the universal soil loss equation to SI metric units. Journal Soil Water Conserv., v.36, n.6, p.355-359, 1981.

FRANCISCO, P. R. M. Classificação e mapeamento das terras para mecanização do Estado da Paraíba utilizando sistemas de informações geográficas. 122f. Dissertação (Manejo de Solo e Água). Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba. Areia, 2010.

FRANCISCO, P. R. M. Modelo de mapeamento da deterioração do Bioma Caatinga da bacia hidrográfica do Rio Taperoá, PB. 97f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola). Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, 2013.

FRANCISCO, P. R. M.; CHAVES, I. de B. Modelo para estimativa da vulnerabilidade à desertificação. Revista Educação Agrícola Superior, v.32, n.2, p.37-50, 2017.

FRANCISCO, P. R. M.; CHAVES, I. de B.; MORAES NETO, J. M. DE; LIMA, V. L. A. DE; BARRETO, H. T. S. Erodibilidade dos solos da bacia hidrográfica do alto rio Paraíba. In: Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia, 6, 2019, Palmas. Anais...Palmas, 2019.

GOMES, V. DOS S.; DANTAS, W. M.; BARBOSA, M. A. DA S.; VENDRUSCOLO, J.; ABRANTES, E. G. DE; FÉLIX, V. J. DE L. Tolerância à perda de solo para o município de Guarabira-PB. In: Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 35, 2015, Natal. Anais...Natal, 2015.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2009. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 12 março de 2011.

JARDIM, A. M. DA R. F.; ARAÚJO JÚNIOR, G. DO N.; SILVA, M. J. DA; MORAIS, J. E. F.; THIERES GEORGE FREIRE DA SILVA, T. G. F. DA. Estimativas de perda de solo por erosão hídrica para o município de Serra Talhada, PE. Journal of Environmental Analysis and Progress, v.2, n.3, p.186-193, 2017.

LEVY, M. C. T. C. Avaliação da sustentabilidade das terras de Piracicaba por comparação de cenários. Dissertação (Mestrado). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Universidade de São Paulo. Piracicaba, 1995.

LOMBARDI NETO, F.; BERTONI, J. Tolerância de perdas de terra para solos do estado de São Paulo. Campinas, Instituto Agronômico, 1975. 12p. (Boletim Técnico, 28).

LOMBARDI NETO, F.; MOLDENHAUER, W. C. Erosividade da chuva: sua distribuição e relação com as perdas de solo em Campinas (SP). Bragantia, v.51, p.189-196, 1992.

MANNIGEL, A. R.; CARVALHO, M. DE P. E.; MORETI, D.; MEDEIROS, L. DA R. Fator erodibilidade e tolerância de perda dos solos do Estado de São Paulo. Acta Scientiarum, v.24, n.5, p.1335-1340, 2002.

MARQUES, J. J. G. S. M.; CURI, N.; FERREIRA, M. M.; LIMA, J. M.; SILVA, M. L. N.; SÁ, M. A. C. de. Adequação de métodos indiretos para estimativa da erodibilidade de solos com horizonte B textural no Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.21, n.3, p.447-456, 1997.

MARQUES, J. J. G. S. M.; CURI, N.; FERREIRA, M. M.; LIMA, J. M.; SILVA, M. L. N.; SÁ, M. A. C. Adequação de métodos indiretos para estimativa da erodibilidade de solos com horizonte B textural no Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.21, p.447?456, 1997.

MORGAN, R. P. C. Soil erosion and conservation. 3. ed. Londres: Blackwell Science, 2015. 304p.

NOGUEIRA, F. P. Uso agrícola sustentado das terras do município de Vera Cruz, SP: proposta metodológica. Tese (Doutorado). Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista. Rio Claro, 2000.

OLIVEIRA, F. P.; SANTOS, D.; SILVA, I. F.; SILVA, M. L. N. Tolerância de perdas de solo por erosão para o Estado da Paraíba. Revista de Biologia e Ciências da Terra, v.8, n.2, p.60-71, 2008.

OLIVEIRA, P. T. S.; WENDLAND, E.; NEARING, M. A. Rainfall erosivity in Brazil: A review. Catena, v.100, n.1, p.139-147, 2012.

PALM, C.; SANCHEZ, P.; AHAMED, S.; AWITI, A. Soils: a contemporary perspective. Annual Rev. Environ. Resour., v.32, p.99-129, 2007.

PARAÍBA. Governo do Estado - Secretaria de Agricultura e Abastecimento – CEPA–PB. Zoneamento Agropecuário do Estado da Paraíba. Relatório ZAP-B-D-2146/1. UFPB-EletroConsult Ltda., 1978. 448p.

PARAÍBA. Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente. Agência Executiva de Gestão de Águas do Estado da Paraíba, AESA. PERH-PB: Plano Estadual de Recursos Hídricos: Resumo Executivo & Atlas. Brasília, DF, 2006. 112p.

RÖMKENS, M. J. M.; YOUNG, R. A.; POESEN, J. W. A.; MCCOOL, D. K.; EL-SWAIFY, S. A.; BRADFORD, J. M. Soil erodibility factor (K). In: RENARD, K. G. et al. (Eds.) Predicting soil erosion by water: a guide to conservation planning with the Revised Universal Soil Loss Equation (RUSLE), Washington: US Department of Agriculture, 1997. p.65-99. (Agriculture Handbook, n. 703).

SALES, J. F. S. DE. Estimativa de perdas de solo por erosão em propriedades rurais registradas no cadastro ambiental rural no município de Alagoa Nova-PB. 44f. Monografia (Graduação em Agronomia). Universidade Federal da Paraíba. Areia, 2018.

SANTOS, A. C. dos. Fertilidade de solo e redistribuição de 137-Cs em função da cobertura vegetal, relevo e classes texturais, em uma microbacia hidrográfica do Estado da Paraíba. 67f. Tese (Doutorado em Tecnologia Energéticas e Nucleares). Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2004.

SANTOS, T. E. M.; SILVA, D. D.; MONTENEGRO, A. A. A. Temporal variability of soil water content under diferente surface conditions in the semiarid region of the Pernambuco State. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.34, n.5, p.1733-1741, 2010.

SCHICK, J.; BERTOL, I.; BATISTELA, O.; BALBINOT JÚNIOR, A. A. Erosão hídrica em Cambissolo Húmico alumínico submetido a diferentes sistemas de preparo e cultivo do solo: I. Perdas de Solo e Água. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.24, n.2, p.427-436, 2000.

SILVA, A. M. da. Potencial natural de erosão no município de Sorocaba, São Paulo, Brasil. Revista Internacional de Desastres Naturales, Accidentes e Infraestructura Civil, v.8, p.5?14, 2008.

SILVA, A. M.; SILVA, M. L. N.; CURI, N.; JUNIOR CESAR AVANZI, J. C.; FERREIRA, M. M. Erosividade da chuva e erodibilidade de Cambissolo e Latossolo na região de Lavras, sul de Minas Gerais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.33, n.6, p.1811-1820, 2009.

SILVA, M. L. N.; CURI, N.; LIMA, J. M.; FERREIRA, M. M. Avaliação de métodos indiretos de determinação de erodibilidade de latossolos brasileiros. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.35, n.6, p.1207-1220, 2000.

SILVA, M. L. N.; FREITAS, P. L.; BLANCANEUAX, P.; CURI, N.; LIMA, J. M. Relação entre parâmetros da chuva e perdas de solo e determinação da erodibilidade de um Latossolo Vermelho?Escuro em Goiânia (GO). Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.21, p.131?137, 1997.

SMITH, R. M.; STAMEY, W. L. How to establish erosion tolerances. J. Soil Water Conserv., v.19, n.3, p.110-111, 1964.

SMITH, R. M.; STAMEY, W. L. Determining the range of tolerable erosion. Soil Science, v.100, p.414-424, 1965.

THOMAZ, E. L. The influence of traditional steep land agricultural practices on runoff and soil loss. Agriculture, Ecosystems and Environment, v.130, n.1, p.23-30, 2009.

VALLADARES, G. S.; GOMES, A. S.; TORRESAN, F. E.; RODRIGUES, C. A. G.; GREGO, C. R. Modelo multicritério aditivo na geração de mapas de suscetibilidade à erosão em área rural. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.47, n.9, p.1376-1383, 2012.

WEI, H.; ZHAO, W. The optimal estimation method for K value of soil erodibility: A case study in Ansai Watershed. China Soil and Water Conservation Science, v.15, p.52-65, 2017.

WISCHMEIER, W. H.; JOHNSON, C. B.; CROSS, B. W. A soil erodibility monograph for farmland and construction sites. Journal of Soil and Water Conservation, v.26, n.5, p.189-193,1971.

WISCHMEIER, W. H.; SMITH, D. D. Predicting rainfall erosion loss: a guide to conservation planning. U.S. Department Agric. Washington D.C. Handb. No. 537, 1978. 58p.

ZHANG, K. L.; SHU, A. P.; XU, X.; YANG, Q. K.; FOBU, Y. O. Soil erodibility and its estimation for agricultural soils in China. Journal of Arid Environments, v.72, n.6, p.1002-1011, 2008.

Downloads

Publicado

2022-04-29

Como Citar

Francisco, P. R. M., Santos, D. ., & Brito, T. P. de . (2022). Potencial Natural de Erosão e Limite de Tolerância de Perdas de Solo em Bacia Hidrográfica na Região do Brejo Paraibano. Revista Geama, 8(1), 33–42. Recuperado de http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/geama/article/view/4391

Edição

Seção

ARTIGOS