DESLEITURAS LITERÁRIAS, REESCRITAS DA HISTÓRIA EM AS NAUS, DE ANTÔNIO LOBO ANTUNES

Jacimara Vieira dos Santos

Resumo


Busca-se, neste trabalho, analisar o modo como As naus (1998), de António Lobo Antunes, obra da literatura portuguesa contemporânea, empreende desleituras da literatura canônica e enceta a reescrita da História nacional portuguesa, recorrendo a processo de dessacralização e ironia, assentado num humor disfórico que põe em primeiro plano as perdas, as banalidades e ordinariedade das personalidades históricas e literárias, monumentalmente erguidas no discurso oficial.


Palavras-chave


Literatura contemporânea; História; As naus; Desleituras; Ironia; Humor

Texto completo:

PDF

Referências


ANDERSON, Benedict. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. Trad. Denise Bottman. São Paulo: Cia das Letras, 2008.

ALVES, Maria Theresa Abelha. Gil Vicente Sob o Signo da Derrisão. Feira de Santana: UEFS, 2002.

ANTUNES, António Lobo. As naus. Lisboa: Publicações Dom Quixote/Círculo de Leitores. Lisboa: 1988.

BAKHTIN, Mikhail. Questões de Literatura e de Estética: A Teoria do Romance. São Paulo: UNESP/HUCIEC, 1993.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e histórica da cultura. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. 7ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

CERTEAU, Michel. A escrita da História. Trad. Maria de Lourdes Menezes. 2ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das Ciências Humanas. Trad. António Ramos Rosa. Lisboa: Portugália Editora, 1966.

FRIEDRICH, Hugo. Estrutura da lírica moderna. São Paulo: Duas Cidades, 1978.

LIMA, Francisco Ferreira de. O gentio é gente (mas nem tanto): Mendes Pinto e o Mundo sem Cristo. In: Sitientibus – Revista da Universidade Estadual de Feira de Santana, n. 17, jul./dez.1997.

LOURENÇO, Eduardo. A nau de Ícaro e imagem e miragem da lusofonia. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

MOISES, Massaud. A literatura portuguesa. 10 ed. São Paulo: Cultrix, 1972.

OLIVEIRA, Silvana Maria Pessôa de. Lugares da negatividade na ficção de António Lobo Antunes. IN: SILVA, João Amadeu; MARTINS, José Cândido de Oliveira; GONÇALVES, Miguel. Pensar a Literatura no Séc. XXI. Publicações da Faculdade de Filosofia – Universidade Católica Portuguesa: Braga, 2011.

PAZ, Octavio. O arco e a lira. Trad. Olga Savary. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

SEIXO, Maria Alzira. Dicionário da Obra de António Lobo Antunes. Vol. I. Imprensa Nacional-Casa da Moeda: 2008.

______. Dicionário da Obra de António Lobo Antunes. Vol. II. Imprensa Nacional-Casa da Moeda: 2008.

MONEGAZ, Ronaldo. Na derrota de As naus, de António Lobo Antunes, a imagem de um velho Portugal. IN: BERARDINELLI, Cleonice. Figuras da lusofonia. Lisboa: Instituto Camões, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Entheoria: Cadernos de Letras e Humanas ISSN 2446-6115

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexadores: 

Departamento de Letras e Artes - Programa de Pós-graduação em Estudos Literários - UEFS (http://www2.uefs.br/ppgldc/revistas.html)