UM ESTUDO SOBRE O DESIGN THINKING E AS PERCEPÇÕES DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO QUANTO A ESTA METODOLOGIA NO CONTEXTO DA FORMAÇÃO CONTINUADA.

Autores

  • Jessica Nayane Marques Matias Universidade Federal do Agreste de Pernambuco

Palavras-chave:

Formação continuada, Design Thinking, Educação

Resumo

Tendo em consideração que a formação continuada é um veículo pelo qual os professores podem se aperfeiçoar em sua prática docente, e que este recurso pode influenciar de maneira positiva e negativa nas práticas educativas voltadas para o aprimoramento do ensino e da aprendizagem, este artigo tem como objetivo realizar uma pesquisa respaldando a formação continuada e buscando compreender quais os conhecimentos dos professores a respeito do Design Thinking em educação. Dessa forma, este estudo se caracteriza como sendo uma pesquisa de campo de abordagem mista. E os resultados aqui apresentados se mostraram favoráveis diante daquilo que nos propusemos a investigar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUMAN, Z. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Tradução: Carlos Alberto

Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2005

BORGES, M. C. AQUINO, O.F. PUENTES, R.V. Formação de professores no Brasil:

história, políticas e perspectivas. Revista HISTEDBR On-line. V. 11 N. 42: JUN.

.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho nacional de Educação. Resolução nº 2, de

de junho de 2015. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível

superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos

de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília, DF: MEC, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei 9.394/96. Lei de Diretrizes e Bases da

Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996

FRATIN. R. L. Design Thinking aplicado a educação. Universidade Presbiteriana

Mackenzi. São Paulo, 2016.

FREIRE. P. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários a prática docente. São

Paulo: Paz e Terra. 1996.

IDEO. DESIGN THINKING PARA BIBLIOTECAS. 1 ed. 2017.

PARANHOS, R. et al. Uma introdução aos métodos mistos. Sociologias, Porto Alegre,

ano 18, no 42, mai/ago 2016, p. 384-411 disponível em:

https://www.scielo.br/pdf/soc/v18n42/1517-4522-soc-18-42-00384.pdf. Acesso: 29 out

ROSSI, F. HUNGER, D. Identidade docente e formação continuada: um estudo à luz

das teorias de Zygmunt Bauman e Claude Dubar. Rev. bras. Estud. pedagog., Brasília,

v. 101, n. 258, p. 313-336, maio/ago. 2020.

SCHOOL MANAGENET. Disponivel em:

https://www.schoolmanagementplus.com/creatorzone/nicholas-mckie/kiran-bir-sethidesign-thinking-in-education/. Acesso em 29 de out 2021.

Downloads

Publicado

2022-06-10

Como Citar

Marques Matias, J. N. (2022). UM ESTUDO SOBRE O DESIGN THINKING E AS PERCEPÇÕES DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO QUANTO A ESTA METODOLOGIA NO CONTEXTO DA FORMAÇÃO CONTINUADA . Educação E (Trans)formação, 7(1), 12–26. Recuperado de http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/educacaoetransformacao/article/view/4843

Edição

Seção

Artigos