VIVENCIANDO A AFETIVIDADE ATRAVÉS DE JOGOS E BRINCADEIRAS PEDAGÓGICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: RELATOS DE EXPERIÊNCIA

Érica Raiane de Santana Galvão, Chirley Carvalho Alves

Resumo


O estágio supervisionado é essencial para a formação inicial do pedagogo. É uma rica oportunidade de aprendizado e vivências em sala. Este relato de experiência visa apresentar alguns aspectos observados em uma turma do Infantil I em uma Escola Municipal de Garanhuns-PE, além de apresentar um recorte de algumas das atividades que foram desenvolvidas no projeto de intervenção. O projeto desenvolvido teve o tema de “Vivenciando a afetividade através de jogos e brincadeiras pedagógicas”. Foram levadas leituras para rodas de conversa, vídeos, brincadeiras e atividades que visaram promover a afetividade em sala. Para a teorização do projeto interagiu-se com os seguintes autores: Oliveira (2007), Winnicott (1995), Freire (1995), Teixeira (2010), entre outros. Os resultados apontam que o estágio é fundamental para o aprendizado do pedagogo em formação e que o projeto aplicado trouxe uma melhor vivência das relações sociais em sala, pois percebeu-se que os alunos começaram a interagir mais, a ter uma vivência com maior afetividade e motivação.

 


Palavras-chave


Estágio; afetividade; lúdico.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Ana Rita Silva. A emoção na sala de aula. 5. ed. Campinas, SP: Papirus, 2005.

BRASIL. Educação Infantil: saberes e práticas da inclusão: altas habilidades/superdotação. 4. ed. MEC/SEESP, Brasília 2006.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial, Brasília, 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GRASSI, T. M. Oficinas psicopedagógicas. 2ª ed. rev. e atual. Curitiba: IBPEX, 2008.

KISHIMOTO, T. M. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 7ª ed. São Paulo: Cortez, 2003.

OLIVEIRA, Zilma Ramos. Educação Infantil: fundamentos e métodos. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, Elisabeth Ramos da. As relações entre cognição e afetividade em la: A influência de Vygotsky nessa abordagem temática. Soletras, A no VIII, n 15. São Gonçalo: UERJ, jan/jun. 2008.

TEIXEIRA, Sirlândia Reis de Oliveira. Jogos, brinquedos, brincadeiras e brinquedoteca: implicações no processo de aprendizagem e

desenvolvimento. Rio de Janeiro: wak, 2010.

WINNICOT, D. W. O brincar e a realidade. Rio de Janeiro: Imago, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Érica Raiane de Santana Galvão, Chirley Carvalho Alves

Licença Creative Commons