O PIBID COMO UMA POLÍTICA PÚBLICA DE FORMAÇÃO DOCENTE: RELATOS DE EXPERIÊNCIA

Taís Melo da Silva

Resumo


O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) se caracteriza como uma política pública de valorização e apoio à formação docente. Este relato de experiência apresentará um breve recorte de atividades desenvolvidas durante a participação no programa na Escola Municipal Instituto Bíblico do Norte, localizada em Garanhuns – PE, em uma turma do segundo ano do ensino fundamental, além de discutir sobre as contribuições do PIBID na formação do pedagogo através do desenvolvimento de um plano de atividades com foco no trabalho de Memória, Identidade e Cidadania. Para tanto, temos enquanto objetivo geral: socializar experiências do PIBID sob um olhar contributivo para formação inicial do pedagogo; e, enquanto objetivos específicos: discutir sobre os usos de memória na educação como recurso mediador e reflexivo para o exercício da cidadania e reconhecimento identitário; apresentar as possíveis contribuições do PIBID para endossar ainda mais a formação inicial do futuro docente; socializar atividades desenvolvidas durante o projeto e seus respectivos desdobramentos. Para tanto, este artigo apresentará um histórico e uma identificação do PIBID, bem como seus objetivos, seguidos de uma apresentação do Projeto “Memória, identidade e cidadania”, que norteou as ações aqui relatadas. Por conseguinte, apresentam-se os métodos e os recursos utilizados, os resultados analisados e, por fim, as considerações finais.

Palavras-chave


Formação; Política; Teoria; Prática; Contribuições

Texto completo:

PDF

Referências


BITTENCOURT, Circe (org.). O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto 2006.

BRASIL. Decreto nº 7.219, de 24 de junho de 2010. Dispõe do Programa Institucional de Iniciação à Docência. Diário Oficial, Brasílis, DF, 24 de jun. 2010.

GOMES, Annatália Meneses de Amorim; et al. Os saberes e o fazer pedagógico: uma integração entre teoria e prática. Educar, Curitiba, n. 28, p. 231-246, 2006. Editora UFPR.

MARTINS, Angela Maria. O campo das políticas públicas de educação: uma revisão da literatura. Estudos em Avaliação Educacional, v. 24, n. 56, p. 276-299, 2014.

PILLAR, Analice Dutra. Desenho e escrita como Sistema de Representação. 2. ed. Rev. Ampl. – Dados Eletrônicos. – Porto Alegre: Penso, 2012.

RICOEUR, Paul, 1913. A memória, a história o esquecimento /Paul Ricoeur – tradução: Alain François [et al.]. – Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Taís Melo da Silva

Licença Creative Commons