CRESCIMENTO DE MUDAS DE Leucaena leucocephala INOCULADA COM Bradyrhizobium E FUNGOS MICORRÍZICOS ARBUSCULARES EM NEOSSOLO LITÓLICO

Marília Malta Cavalcante Mendes, Juliana Souza Marques, Márcia do Vale Barreto Figueiredo, Geraldo Majella Bezerra Lopes, Antonio Raimundo de Souza, Sônia Formiga de Albuquerque

Resumo


A resposta de plantas à inoculação com espécies recomendadas de rizóbio e fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) pode ser influenciada pela adaptabilidade desses microrganismos às condições de solo regionais, assim como pela sua capacidade de competir com os microrganismos nativos. O objetivo com este trabalho foi avaliar a eficiência de Bradyrhizobium (BR 814) e FMAs (Glomus clarum e Gigaspora margarita) em promover o crescimento de mudas de leucena (Leucaena leucocephala) cultivadas em Neossolo Litólico, não esterilizado, proveniente do Assentamento Olho D’Água do Félix, município de Caruaru, Semiárido de Pernambuco. Aos 150 dias os resultados não apresentaram diferença significativa entre os tratamentos com e sem inoculação, indicando que os microrganismos testados não foram eficientes na promoção do crescimento de leucena sob as condições de solo locais.

Palavras-chave


BR814; Glomus clarum; Gigaspora margarita.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2014 Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

 

Correspondência Editorial
Academia Pernambucana de Ciência Agronômica
Biblioteca Central - UFRPE
Núcleo do Conhecimento Prof. João Batista Oliveira dos Santos
Romero Marinho de Moura
Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos - CEP: 52171-900 - Recife/PE
Telefone: 3320-6189
Emails: anaisapca@gmail.com
Site: www.apcagronomica.org.br