Perfil de uma amostra de provas de concursos públicos e pesquisa acerca das perspectivas dos egressos: subsídios para reformulações curriculares de um curso técnico em química?

Autores

Palavras-chave:

Técnico em Química, Concurso Público, Alunos Egressos

Resumo

A área de Química possuiu uma grande abrangência de aplicação, o que possibilita ao profissional dessa área, a atuação em vários setores da cadeia produtiva. Isso impõe a necessidade de uma ampla faixa de conteúdo a ser ministrada nos diferentes cursos vinculados a Química. Este fato se torna ainda mais desafiador em cursos profissionalizantes de nível médio, principalmente devido a limitação de carga horária, que resulta na necessidade de uma análise cuidadosa sobre quais conteúdos devem ser privilegiados. Portanto, torna-se necessário avaliar mecanismos para seleção de conceitos e análises a serem empregados nos referidos cursos. Diante disto, o presente trabalho tem por objetivo analisar os conteúdos abordados em uma amostra certames de forma articulada às perspectivas dos egressos de um curso Técnico em Química. Para se alcançar esse objetivo foi realizado um levantamento do perfil de uma amostra de 50 provas de concursos públicos para Técnicos em Química de nível médio, entre os anos de 2008 e 2018, destacando os conteúdos mais privilegiados na elaboração das mesmas. Além disto, também foram coletados, por meio de um questionário, as perspectivas de 243 egressos sobre quais conteúdos e análises foram ou são mais utilizados por estes profissionais. Por meio dos resultados obtidos foi verificado que estes mecanismos se posicionam de forma alinhada, sendo, portanto, fontes de informações para reformulação de componentes curriculares de cursos Técnicos em Química de nível médio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kamilla Carvalho da Silva, Instituto Federal Fluminense campus Campos Centro

Graduada em Licenciatura em Química pelo Instituto Federal Fluminense campus Campos Centro (2018) e Técnica em Química pela mesma instituição (2014). Atuou como bolsista de iniciação científica em projeto relacionado a área de Bioinorgânica. Além disso, atuou na área de educação em seu trabalho de conclusão de curso (TCC). Atuamente é professora do Ensino Médio da rede privada, atuando no Colégio São Tarcísio, localizado no município de Campos dos Goytacazes-RJ. 

Leonardo Munaldi Lube, Instituto Federal Fluminense campus Campos Centro

Bacharel e licenciado em Química pela Universidade Federal do Espírito Santo (2005) onde atuou na área de Química Ambiental, principalmente nos seguintes temas: destino de resíduos de estação de tratamento de esgoto e polímeros extracelulares. Química Orgânica, com ênfase em Síntese Orgânica utilizando o dióxido de tiouréia. Mestre em Ciências Naturais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2007), com trabalho voltado para Ecologia Química das formigas cortadeiras e síntese do feromônio de trilha. Doutor em Ciências Naturais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, linha de pesquisa: Química Inorgânica, Com tese intitula: Oxidação de Hidrocarbonetos Cíclicos Catalisada Por Complexos de Ferro Modelos Para a Metano Monoxigenase.

Wagner da Silva Terra, Instituto Federal Fluminense campus Campos Centro

Possui graduação em Licenciatura em Química pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (2009) e Mestrado (2012) pela mesma instituição na área de Química Orgânica, atuando no isolamento, identificação e avaliação antitumoral de compostos oriundos do metabolismo secundário de espécies do gênero Trichilia. Possui Doutorado em Ciências Naturais (2016) pela Universidade Estadual do Norte Fluminense, na área de Química Bio-inorgânica e de Coordenação, atuando na síntese, caracterização e prospecção da atividade antitumoral de compostos orgânicos e inorgânicos. Possui Técnico em Química (2006), com ênfase em Análises Químicas, pelo IFF-Campos. Além de ser Técnico Químico de Petróleo (2011), com ênfase em Exploração e Produção, pela Universidade Petrobras e Especialista em Engenharia de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural (2015) pelo LENEP-UENF. Atuou como Técnico Químico de Petróleo Júnior no Laboratório de Cromatografia Gasosa e no Laboratório de Petróleo em Condições de Processo e Reservatório (PVT), ambos no Laboratório de Fluidos - Petrobras. Atualmente é professor de Química do Instituto Federal Fluminense Campos Campus Centro, onde atua nas disciplinas: Química Orgânica II, Cromatografia, Análise Instrumental, Metrologia e Análise e Processamento de Fluidos.

Downloads

Publicado

2021-08-05

Como Citar

da Silva, K. C., Lube, L. M., & Terra, W. da S. (2021). Perfil de uma amostra de provas de concursos públicos e pesquisa acerca das perspectivas dos egressos: subsídios para reformulações curriculares de um curso técnico em química?. Revista Debates Em Ensino De Química, 6(2), 7–35. Recuperado de http://ead.codai.ufrpe.br/index.php/REDEQUIM/article/view/3012

Edição

Seção

Debates em Currículo e Políticas Públicas para o Ensino de Química