Análise dos Entendimentos de Docentes Universitários sobre a Função das Atividades Experimentais em um Curso de Formação de Professores de Química

Marcela Duarte Caetano, Silvia Cristina Binsfeld, José Gonçalves Teixeira Junior

Resumo


Este trabalho tem como objetivo investigar as concepções de cinco professores de um curso de licenciatura em Química sobre a função das atividades experimentais em suas disciplinas. Constatamos concepções bastante similares acerca das atividades experimentais, todos os professores consideram que estas são importantes para a formação dos licenciandos e as veem como meio de relação entre a teoria e a prática. Em raros momentos essas atividades foram descritas como uma metodologia de ensino que pode auxiliar na construção do conhecimento, nas interações e na reflexão. Também sinalizamos que as atividades experimentais deveriam ter um viés pedagógico, no entanto, verificamos limitações nas falas dos professores de como direcioná-las nas disciplinas. Parte deles pauta o experimento como algo a ser reproduzido, com resultado previsto. A partir do exposto salientamos que o planejamento dos formadores de professores inclua situações que os possibilitem problematizar os experimentos realizados, a fim de superar visões simplistas e proporcionar um aprendizado significativo aos futuros professores de Química.

Palavras-chave


Atividades Experimentais; Ensino de Química; Formação de Professores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Marcela Duarte Caetano, Silvia Cristina Binsfeld, José Gonçalves Teixeira Junior