A LINGUAGEM COMO COMUNICAÇÃO E MODO DE APRENDER: A ANÁLISE DE NARRATIVAS DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS DA NATUREZA

Simone Mertins, Carla Melo da Silva, Maurivan Güntzel Ramos

Resumo


Este estudo teve por finalidade compreender como professores de Ciências da Natureza da Educação Básica percebem a função da linguagem para o ensino e a aprendizagem de Ciências. Para isso, foi realizada a análise de narrativas, por meio de mônadas, de professores de Ciências, ingressantes num curso de pós-graduação stricto sensu, de uma universidade privada do sul do Brasil. A partir da análise, identificou-se que os professores concebem a linguagem como forma de aprender. Portanto, é necessário conhecer a realidade que o estudante está inserido, além da utilização de metáforas e analogias para a compreensão de termos científicos. As narrativas evidenciam o quão relevante os professores consideram a linguagem para o ensino e aprendizagem de Ciências e apontam preocupações e sugestões de melhorias em relação à linguagem nas aulas de Ciências.

 

PALAVRAS-CHAVE: professores de Ciências, linguagem no ensino de ciências, análise narrativa.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Simone Mertins, Carla Melo da Silve, Maurivan Güntzel Ramos