A Contextualização do Ensino de Química: Um Olhar Reflexivo sobre a Prática dos Professores

Ronaldo Silva Borges, Geraldo Eduardo Luz Jr

Resumo


O trabalho objetivou identificar se os professores da rede estadual de ensino sabem o que é contextualização e se trabalham os conteúdos da disciplina de química de forma contextualizada, no sentido do aluno aprender a química não só para passar em processo de ingressos nas universidades e / ou concursos, mas para o exercício da cidadania. O estudo foi desenvolvido com 16 professores, numa abordagem de cunho quali-quantitativo. Os dados foram coletados por meio de questionário. Diante disso, ficou evidenciado que mais da metade dos professores de química não tem formação específica e com pouco tempo de docência. Os professores conhecem e sabem da importância e dos benefícios do uso dessa estratégica metodológica de ensino, porém nas suas justificativas mostraram pouco conhecimento de fato o que significa o termo contextualização e da sua praticidade no ensino. Entende-se que isso pode ser que os professores não levam em conta os princípios normativos dos documentos oficiais (PCN e PCNEM), que consequentemente, é colocada por muitas das vezes em uso de forma errônea ou trivialmente, com ilustração de fatos do dia a dia na sua prática pedagógica  sem nenhuma relação com o contexto social na formação do cidadão de forma crítica e consciente.


Palavras-chave


Contextualização, Ensino de Química, Prática dos Professores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ronaldo Silva Borges, Geraldo Eduardo Luz Jr