A Composição de Paródias no Ensino de Química e Suas Contribuições no Processo de Aprendizagem

Joice Menezes Lupinetti, Ademir de Souza Pereira

Resumo


Este presente artigo apresenta os resultados de uma sequência didática em que 40 alunos do segundo ano do ensino médio foram estimulados a compreenderem os conceitos de cinética química a partir da elaboração de uma paródia. Para isso os estudantes realizaram uma série de atividades, em que o intuito principal foi averiguar que conceitos eles consideram ao elaborarem suas próprias paródias. A pesquisa apresentada é caracterizada como qualitativa. A metodologia de analise utilizada foi a Análise Textual Discursiva (ATD). Da análise surgiram 23 unidades de significado, 12 subcategorias e 4 categorias. Diante as análises e os estudos realizados, foi observado que a música possui um potencial significativo no processo de ensino e aprendizagem, cabendo ao professor modificar e convencionar as suas aulas para que utilize esse recurso como ferramenta mediadora da aprendizagem no ensino de diferentes conteúdos e temáticas.


Palavras-chave


Sequência Didática; Música; Cinética Química.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Joice Menezes Lupinetti, Ademir de Souza Pereira