Do manguezal à panela: Aspectos bioecológicos da cadeia produtiva do Guaiamum (Cardisoma guanhumi Latreille, 1825)

Reginaldo Lourenço Pereira Júnior, Rhaldney Felipe de Santana, Renata Alves de Brito, Gilberto Gonçalves Rodrigues

Resumo


O manguezal é responsável por diversos serviços ecossistêmicos e ambientais, e muitas das suas espécies associadas possuem um grande apelo comercial, como o guaiamum (Cardisoma guanhumi Latreille, 1825), apreciado na gastronomia e importante fonte de renda para diversas comunidades. Porém, a degradação dos manguezais e a exploração desta espécie são fatores que podem ameaçá-la. O estudo buscou examinar os aspectos bioecológicos de C. guanhumi frente à sua cadeia produtiva. Foram observadas as técnicas e os atores das diferentes etapas desta cadeia. O método de captura mais utilizado é a ratoeira. Na engorda, os animais são dispostos em diferentes tipos de viveiros e com alimentos variados. Os mesmos são transportados em sacos de ráfia, prática que causa a mortalidade de alguns indivíduos. Na comercialização, os animais são expostos em cordas em tripés. Nesta fase não foi identificada a ocorrência de danos físicos ou morte aos animais. Nos locais de consumo, geralmente ocorre uma segunda engorda dos guaiamuns e o seu abatimento. Em todas as etapas da cadeia produtiva, é notório o conhecimento dos atores acerca da bioecologia do guaiamum. O não cumprimento das exigências legais foi identificado em algumas etapas, como o fato de se coletar fêmeas. O transporte dos guaiamuns foi a etapa identificada como a mais danosa aos animais, pois é quando ocorre o maior número de danos físicos e mortes. Assim, faz-se necessária a adequação legal da prática, especialmente da forma de transporte, bem como a implantação de políticas de suporte aos catadores, regulamentando a sua atividade.


Palavras-chave


Conservação ambiental; conhecimento popular; crustáceo; culinária; sustentabilidade socioambiental.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


ALVES, R. R. N.; NISHIDA, A. K. 2002. A ecdise do caranguejo-uçá, Ucides cordatus L. (Decapoda, Brachyura) na visão dos caranguejeiros. Interciencia, 27, (3), 110-117.

BEZERRA, R. S.; ALENCAR, R. B.; SILVA, S. R. A.; SOUZA, J. R. B. 2002. Caracterização Parcial da Atividade Proteolítica Alcalina no Hepatopâncreas do Guaiamum (Cardisoma guanhumi). Tropical Oceanography, 30, (2), 1-7. doi: 10.5914/tropocean.v30i1.3870

BOEGER, M. R. T.; PIL, M. W. B. O.; BELÉM FILHO, N. 2007. Arquitetura foliar comparativa de Hedychium coronarium J. Koenig (Zingiberaceae) e de Typha domingensis Pers (Typhaceae). Iheringia Série Botânica, 62, (1-2), 113-120.

BOTELHO, E. R. O.; SANTOS, M. F.; ALMEIDA, L.; SILVA, C. G. M. 2009 Caracterização biológica do guaiamum, Cardisoma guanhumi, Latreille, 1825 (Decapoda: Gecarcinidae) do Estuário do Rio Caravelas (Caravelas–Bahia). Boletim Técnico Científico do CEPENE, 17, (1), 65-75.

BRASIL. 2006. Ministério do Meio Ambiente - MMA/Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA. Instrução Normativa Nº 90, de 6 de Fevereiro de 2006. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 06 fev. 2006. Seção 1, p. 86-87. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2019.

BRASIL. 2013. Ministério da Pesca e Aquicultura. Instrução Normativa MPA Nº 09, de 02 de julho de 2013. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 03 jul. 2013. Seção 1, p. 33. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2019.

BRASIL. 2018a. Ministério do Meio Ambiente - MMA/Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBIO. Portaria Nº 851, de 22 de dezembro de 2017. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 02 jan. 2018. Seção 1, p. 92. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2019.

BRASIL. 2018b. Presidência da República/Secretaria-Geral. Portaria Interministerial nº 38, de 26 de julho de 2018. Define regras para o uso sustentável e para a recuperação dos estoques da espécie (guaiamum, goiamú, caranguejo-azul, caranguejo-do-mato). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 27 jul. 2018, Seção 1, p. 3. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2019.

CARMONA-SUAREZ, C. A.; GUERRA-CASTRO, E. 2012. Comparison of three quick methods to estimate crab size in the land crabs Cardisoma guanhumi Latreille, 1825 and Ucides cordatus (Crustacea: Brachyura: Gecarcinidae and Ucididae). Revista de Biología Tropical, 60, supl.1, 139-149. doi: 10.15517/rbt.v60i0.19854

CAVALCANTI, B. A. L. P.; SILVA, D. B.; SILVA, L. M. B.; RODRIGUES, G. G. 2019. Socioeconomic aspects of the production chain of species Cardisoma guanhumi Latreille, 1828 in the Northeast coast of Brazil. Journal of Environmental Analysis and Progress, 04, (1), 065-070. doi: 10.24221/jeap.4.1.2019.2353.065-070

CORREIA, M. D.; SOVIERZOSKI, H. H. 2005. Ecossistemas marinhos: recifes, praias e manguezais. Maceió: EDUFAL. 55 p.

CORTEZ, C. S. 2010. Conhecimento ecológico local, técnicas de pesca e uso dos recursos pesqueiros em comunidades da Área de Proteção Ambiental Barra do Rio Mamanguape, Paraíba, Brasil. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal da Paraíba.

COSTA, D. F. M.; SCHWAMBORN, R. 2016. Biologia populacional e ecologia trófica de Cardisoma guanhumi Latreille, 1825 em um manguezal de acesso restrito em Itamaracá, Pernambuco, Brasil. Tropical Oceanography, 44, (2), 89-105. doi: 10.5914/tropocean.v44i2.8037

DATTA, D.; CHATTOPADHYAY, R. N.; GUHA, P. 2012. Community based mangrove management: A review on status and sustainability. Journal of Environmental Management, 107, 84–95. doi: 10.1016/j.jenvman.2012.04.013

FIRMO, A. M. S.; TOGNELLA, M. M. P.; SILVA, S. R.; BARBOZA, R. R. R. D.; ALVES, R. R. N. 2012. Capture and commercialization of blue land crabs (“guaiamum”) Cardisoma guanhumi (Lattreille, 1825) along the coast of Bahia State, Brazil: an ethnoecological approach. Journal of Ethnobiology and Ethnomedicine, 8, (12). doi: 10.1186/1746-4269-8-12

GALLI, O. B. S.; FUJIMOTO, R. Y.; ABRUNHOSA, F. A. 2012. Acute Toxicity of Sodium Metabisulphite in Larvae and Post-Larvae of the Land Crab, Cardisoma guanhumi. Bulletin of Environmental Contamination and Toxicology, 89, (2), 274-280. doi: 10.1007/s00128-012-0687-7

GHOSH, S.; BAKSHI, M.; BHATTACHARYYA, S.; NATH, B.; CHAUDHURI, P. 2015. Review of Threats and Vulnerabilities to Mangrove Habitats: With Special Emphasis on East Coast of India. Journal of Earth Science & Climatic Change, 6, (4), 270. doi: 10.4172/2157-7617.1000270

GIL, L. S. 2009. Aspectos biológicos do caranguejo Cardisoma guanhumi – (LATREILLE, 1825) (Decapoda, Brachyura, Gecarcinidae) no núcleo de Picinguaba do Parque Estadual da Serra do Mar, litoral do Estado de São Paulo, Brasil. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Pesca, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios.

HUXHAM, M.; MARAPPULLIGE P. K.; JAYATISSA, L. P.; KRAUSS, K. W.; KAIRO, J.; LANGAT, J.; MENCUCCINI, M.; SKOV, M. W.; KIRUI, B. 2010. Intra- and interspecific facilitation in mangroves may increase resilience to climate change threats. Philosophical Transactions of the Royal Society B, 365, (1549), 2127-2135. doi: 10.1098/rstb.2010.0094

LEÃO, A. R.; PRATES, A. P. L.; FUMI, M. 2018. Manguezal e as unidades de conservação. In: INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE - ICMBio (Ed.). Atlas dos manguezais do Brasil. Brasília: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade- ICMBio, p. 56-73.

LIMA, J. F.; ALVES, S. T. M.; FERNANDES, M. E. B.; VIEIRA, I. M. 2009. First records of Cardisoma guanhumi (Decapoda, Brachyura, Gecarcinidae) from the coast of Brazilian Amazonia. Crustaceana, 82, (11), 1463-1468. doi: 10.1163/001121609X12487811051741

LINHARES, J. C. S; SILVA, J. R. F. 2012. Reproductive behavior of the mangrove crab Ucides cordatus (Crustacea; Brachyura; Ucididae). Brazilian Archives of Biology and Technology, 55, (6), 903-910. doi: 10.1590/S1516-89132012000600014

LIU, J.; DAZZO, F. B.; GLAGOLEVA, O.; YU, B.; JAIN, A. K. 2001. CMEIAS: A computer-aided system for the image analysis of bacterial morphotypes in microbial communities. Microbial Ecology, 41, (3), 173-194. doi: 10.1007/s002480000004

MACIEL, D. C.; ALVES, Â. G. C. 2009. Conhecimentos e práticas locais relacionados ao aratu Goniopsis cruentata (Latreille, 1803) em Barra de Sirinhaém, litoral sul de Pernambuco, Brasil. Biota Neotropica, 9, (4), 29-36. doi: 10.1590/S1676-06032009000400002

MAGALHÃES, H. F.; COSTA NETO, E. M.; SCHIAVETTI, A. 2011. Saberes pesqueiros relacionados à coleta de siris e caranguejos (Decapoda: Brachyura) no município de Conde, Estado da Bahia. Biota Neotropica, 11, (2), 1-10. doi: 10.1590/S1676-06032011000200005.

MAITLAND, D. P. 2002. Convergent design of Caribbean and Phillippine bamboo land-crab traps. Journal of Crustacean Biology, 22, (2), 497-501. doi: 10.1163/20021975-99990258

OLIVEIRA-NETO, J. F.; BATISTA, E.; METRI, R.; METRI, C. B. 2014. Local distribution and abundance of Cardisoma guanhumi Latreille, 1928 (Brachyura: Gecarcinidae) in southern Brazil. Brazilian Journal of Biology, 74, (1), 1-7. doi: 10.1590/1519-6984.02912

OLIVEIRA-NETO, J. F.; PIE, M. R.; CHAMMAS, M. A.; OSTRENSKY, A.; BOEGER, W. A. 2008. Phylogeography of the blue land crab, Cardisoma guanhumi (Decapoda: Gecarcinidae) along the Brazilian coast. Journal of the Marine Biological Association of the United Kingdom, 88, (7), 1417-1423. doi: 10.1017/S0025315408001999

PACHECO, R. S. 2006. Aspectos da ecologia de pescadores residentes na Península de Maraú-BA: pesca, uso de recursos marinhos e dieta.. 110 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade de Brasília.

PINHEIRO, M. A. A.; SANTANA, W.; RODRIGUES, E. S.; IVO, C. T. C.; SANTOS, L. C. M.; TORRES, R. A.; BOOS H.; DIAS-NETO, J. 2016. Avaliação dos Caranguejos Gecarcinídeos (Decapoda: Gecarcinidae). In: PINHEIRO, M.; BOOS, H. (Orgs.). Livro Vermelho dos Crustáceos do Brasil: Avaliação 2010-2014. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Carcinologia - SBC. p. 167-181.

POLIDORO, B. A.; CARPENTER, K. E.; COLLINS, L.; DUKE, N. C.; ELLISON, A. M.; ELLISON, J. C.; FARNSWORTH, E. J.; FERNANDO, E. S.; KATHIRESAN, K.; KOEDAM, N. E.; LIVINGSTONE, S. R.; MIYAGI, T.; MOORE, G. E.; NAM, V. N.; ONG, J. E.; PRIMAVERA, J. H.; SALMO III, S. G.; SANCIANGCO, J. C.; SUKARDJO, S.; WANG, Y.; YONG, J. W. H. 2010. The loss of species: Mangrove extinction risk and geographic areas of global concern. PLoS ONE, 5, (4). doi: 10.1371/journal.pone.0010095

SANTOS, M. C. F.; FERREIRA, B. P. 2000. A influência do tupi na linguagem popular referente ao meio ambiente do litoral sul de Pernambuco, Brasil. Tropical Oceanography, 28, (1), 87- 96. doi: 10.5914/tropocean.v28i1.2721

SCHAEFFER-NOVELLI, Y. 2018. A diversidade do ecossistema manguezal. In: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio (Ed.). Atlas dos manguezais do Brasil. Brasília: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade- ICMBio, p. 21-35.

SCHULER, C. A. B.; ANDRADE, V. C.; SANTOS, D. S. 2000. O manguezal: Composição e Estrutura. In: BARROS, H. M.; ESKINAZI-LEÇA, E.; MACEDO, S. J.; LIMA, T. (Eds.). Gerenciamento participativo de estuários e manguezais. Recife: ED. Universitária da UFPE. p. 27-38.

SHINOZAKI-MENDES, R. A.; SANTENDER-NETO, J.; SILVA, J. R. F.; HAZIN, F. H. V. 2008. Sazonalidade da proporção sexual do guaiamum, Cardisoma guanhumi Latreille, 1828 (Decapoda: Gecarcinidae) no estuário do Rio Jaguaribe, Ceará, Brasil. Revista Brasileira de Engenharia de Pesca, 3, (3), 27-30. doi: 10.0.73.129/repesca.v3i3.84

SHINOZAKI-MENDES, R. A.; SILVA, J. R. F.; HAZIN, F. H. V. 2011. Development of male reproductive system of the blue land crab Cardisoma guanhumi Latreille, 1828 (Decapoda: Gecarcinidae). Acta Zoologica, 93, (4), 1-10. doi: 10.1111/j.1463-6395.2011.00513.x

SILVA, C.C.; SCHWAMBORN, R.; LINS OLIVEIRA, J. E. 2014. Population biology and color patterns of the blue land crab, Cardisoma guanhumi (Latreille 1828) (Crustacea: Gecarcinidae) in the Northeastern Brazil. Brazilian Journal of Biology, 74, (4), 949-958. doi: 10.1590/1519-6984.01913

SILVA, J. M; FRAZÃO, J. O; D’OLIVEIRA, R. G. 2010. Ecossistema manguezal: Vivências de educação ambiental em escolas no município de Natal, Rio Grande do Norte. REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, 24. doi: 10.14295/remea.v24i0.3892

SILVA, R.; OSHIRO, L. M. Y. 2002. Aspectos da reprodução do caranguejo guaiamum, Cardisoma guanhumi Latreille (Crustácea, Decapoda, Gecarcinidae) da Baía de Sepetiba, Rio de Janeiro, Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, 19, supl. 2, 71-78. doi: 10.1590/S0101-81752002000600007.

SILVEIRA, T. C. L.; RODRIGUES, G. G.; SOUZA, G. P. C.; WÜRDIG, N. L. 2012. Effect of Typha domingensis cutting: response of benthic macroinvertebrates and macrophyte regeneration. Biota Neotropica, 12, (3), 124-132. doi: 10.1590/S1676-06032012000300014.

SOARES, L. S. H.; SALLES, A. C. R.; LOPES, J. P.; MUTO, E. Y.; GIANNINI, R. 2009. Pesca e Produção Pesqueira. In: HATJE, V.; ANDRADE, J. B. (Orgs.). Baía de Todos os Santos: aspectos oceanográficos. Salvador: EDUFBA. p. 157–206.

TAKAHASHI, M. A. 2008. Conhecimentos locais e a cadeia produtiva do goiamum (Cardisoma guanhumi, Lattreille, 1825) no litoral paraibano. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal da Paraíba.

TAKAHASHI, M. A.; NISHIDA, A. K. 2018. Traditional knowledge and variations in capture techniques used for blue land crab (Cardisoma guanhumi, L. 1825) along the coast of Paraíba, Brazil. Acta Scientiarum, 40, e37743. doi: 10.4025/actascibiolsci.v40i1.37743

VALIELA, I., BOWEN, J. L.; YORK, J. K. 2001. Mangrove forests: one of the world's threatened major tropical environments. BioScience, 51, (10), 807–815. doi: 10.1641/0006-3568(2001)051[0807:MFOOTW]2.0.CO;2

WILCOX, C. D.; DOVE, S. B.; DOSS-MCDAVID, W.; GREER, D. B. 1997. UTHSCSA ImageTool Ver. 1.28. San Antonio: University of Texas Health Science Center.




DOI: https://doi.org/10.24221/jeap.4.4.2019.2735.280-289

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Reginaldo Lourenço Pereira Júnior, Rhaldney Felipe de Santana, Renata Alves de Brito, Gilberto Gonçalves Rodrigues

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Obra licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.