Bioprospecção de leveduras oleaginosas do Agreste Pernambucano: síntese de lipídios para a produção de biodiesel a partir do resíduo glicerol bruto

Tayane de Cássia Dias Mendes-Silva, Naiara Priscila Silva Reis Barbosa, Esteban Espinosa Vidal

Resumo


O biodiesel representa uma alternativa renovável, sustentável e ambientalmente segura aos combustíveis fósseis. A produção industrial de biodiesel, contudo, leva a obtenção de grandes quantidades de glicerol como um subproduto, portanto, buscam-se novas aplicações para este resíduo. O uso de leveduras oleaginosas vem sendo estudado por serem promissoras fonte de lipídeos para produção de biodiesel, têm alta taxa de crescimento, podendo assimilar diversas fontes de carbono, como o glicerol bruto. O estudo investigou a capacidade de isolados inéditos de Yarrowia lipolytica para acumular lipídios, utilizando glicerol bruto como única fonte de carbono. Dez isolados coletados de Laticínios da Bacia do Agreste-PE, identificadas por MALDI-TOF como Y. lipolytica, foram cultivados e determinada a cinética de crescimento. Para todas as linhagens, o máximo crescimento celular foi atingido em 28 horas. A produção de lipídeos totais foi em média 25 ± 6,3 mg.g‑1, no entanto a maior produção foi obtida pela linhagem Y. lipolytica CTN‑0008 (37,73 mg.g-1). Os resultados comprovaram que os novos isolados de Y. lipolytica, no Agreste de Pernambuco, têm a capacidade de acumular lipídios empregando como única fonte de carbono glicerol bruto, indicando a linhagem CTN-0008 como promissora em relação às outras linhagens, e sugerindo sua utilização para otimização de condições de produção de lipídeos totais a partir do glicerol bruto para fins de produção de biodiesel.


Palavras-chave


Biofuels; bioproduction; Yarrowia lipolytica; agroindustrial waste.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


AMI, D.; POSTERI, R.; MEREGHETTI, P.; PORRO, D.; DOGLIA, S. M.; BRANDUARDI, P. 2014. Fourier transform infrared spectroscopy as a method to study lipid accumulation in oleaginous yeasts. Biotechnol Biofuels, v. 7, n. 12, p. 1-14.

BELO, I. 2013. Yarrowia lipolytica: um fábrica celular no contexto de biorrefinaria. Boletin sociedade portuguesa de biotecnologia, v. 2, n. 3.

CHEN, X.; LI, Z.; ZHANG, X.; HU, F.; RYU, D. D. Y.; BAO J. 2009. Screening of oleaginous yeast strains tolerant to lignocellulose degradation compounds. Appl Biochem Biotechnol, v. 159, p. 591–604.

CHUNKENG, H. U.; QING Q. I. N.; PEIPEI G. A. O. 2011. Medium Optimization for Improved Ethanol Production in Very High Gravity Fermentation. Chin. J. Chem. Eng., v. 19, n. 6, p. 1017—1022.

CONKLE, M. T.; HODGSKISS, P. D.; HUNTER, S. C. 1982. Starch gel electrophoresis of conifer seeds: A laboratory manual. USDA Forest Service General Technical Report PSW-64, Pacific Southwest Forest and Range Experiment Station, Berkeley, California, US.

NICAUD, J.-M. 2012. Yarrowia lipolytica. Yeast, v. 29, n.10, p. 409- 418.

PAPANIKOLAOU, S.; AGGELIS, G. 2011. Lipids of oleaginous yeasts. Part I: Biochemistry of single cell oil production. Eur J Lipid Sci Technol., v.113, p. 1031-1051.

RAIMONDI, S.ROSSI, M.; LEONARDI, A.; BIANCHI M. M.; RINALDI T.; AMARETTI, A. 2014. Getting lipids from glycerol: new perspectives on biotechnological exploitation of Candida freyschussii. Microb Cell Fact., v. 13, n. 1, p. 83.

RATLEDGE, C.; WYNN J. P. 2002. The biochemistry and molecular biology of lipid accumulation in oleaginous microorganisms. Adv Appl Microbiol., v. 51, p.1- 51.

SARA, M.; BRAR, S. K.; BLAIS, J. F. 2016. Lipid production by Yarrowia lipolytica grown on biodiesel-derived crude glycerol: optimization of growth parameters and their effects on the fermentation efficiency. RSC Advances, v. 6, n. 93, p. 90547-90558.

SILVA, C. C. de A. 2015. Caracteres de Resiliência e Usos Antrópicos em Espécies Vegetais da Caatinga. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Pernambuco. Recife, Pernambuco, Brasil. 123p.

SILVA, G. P.; MACK, M.; CONTIERO, J. 2009. Glycerol: A promising and abundant carbon source for industrial microbiology. Biotechnol Adv., v. 27, n. 1, p. 30-39.

SILVA, L.V. 2010. Produção de ácido cítrico por Yarrowia lipolytica utilizando glicerol como fonte de carbono. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos – EQ. Rio de Janeiro, Brasil. 94p.

SIGNORI, L.; AMI, D.; POSTERI, R.; GIUZZI, A.; MEREGHETTI, P.; PORRO, D.; BRANDUARDI, P. 2016. Assessing an effective feeding strategy to optimize crude glycerol utilization as sustainable carbon source for lipid accumulation in oleaginous yeasts. Microb Cell Fact., v. 15, n. 1, p. 75.

SOUZA, K. S.; SCHWAN, R. F.; DIAS, D. R. 2014.Lipid and citric acid production by wild yeasts grown in glycerol. Am J Microbiol Biotechnol., v. 24, n. 4, p. 497-506.

YABE, M. J. S.; OLIVEIRA, E. Metais pesados em águas superficiais como estratégia de caracterização de bacias hidrográficas. 1998. Química Nova, v.21, p.551-556.

YEN, H. W.; LIAO, Y. T.; LIU, Y. X. 2015.The growth of oleaginous Rhodotorula glutinis in an airlift bioreactor on crude glycerol through a non-sterile fermentation process. Bioprocess Biosyst Eng., v. 38, n. 8, p. 1541-1546.




DOI: https://doi.org/10.24221/jeap.3.1.2018.1705.092-099

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista e Autor

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.