Influence of rainfall variability on bean production (Phaseolus vulgaris L.) in a municipality of Brazilian semiarid

Mateus Costa Batista, João Paulo de Oliveira Santos, José Adalberto da Silva Filho, João Ítalo de Sousa, Rodolfo José da Silva Félix, José Luiz Carneiro da Silva

Resumo


Brazilian semiarid region is marked by the constant incidence of droughts periods, which are climatic events responsible for great disorders for agricultural production, an activity traditionally based on subsistence agriculture. The study aimed at analyzing the evolution of bean production in the municipality of Itaporanga, Paraíba State, Brazil, between 2005-2015, associating these results with local rainfall. It was performed the Principal Component Analysis. Six years of the 11-year series presented a value of annual precipitation lower than the historical mean of the municipality (838 mm). The crop area with beans in the municipality ranged from 5,560 hectares in 2006 to 150 hectares in 2013. There were large variations in the amount of bean production, with values ranging from 2 to 1,985 tons. The PCA recorded a value of 92.4% of explanation in the first two axes and demonstrated a strong correlation between the analyzed variables with the precipitation. Confirming that proper pluviometric indexes are determining factors on bean production in Itaporanga, Paraíba State, Brazil.

Palavras-chave


Agriculture; drought periods; economic damages

Texto completo:

PDF (English)

Referências


AESA. Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. Monitoramento. Disponível em: http://www.aesa.pb.gov.br/. Acesso em: 15 de julho de 2017.

ALMEIDA, H. A.; MEDEIROS, E. A. Variabilidade no regime pluvial em duas mesorregiõres da Paraíba e sua relação com o fenômeno EL Niño Oscilação Sul. Journal of Environmental Analysis and Progress, v. 2, n.3, p.177-185, 2017.

AQUINO, J. R.; LACERDA, M. A. D.; LIMA, J. R. F. Agricultura Familiar no Estado da Paraíba: Uma Análise a Partir de Tabulações Especiais do Censo Agropecuário 2006. Revista Econômica do Nordeste, v. 45, n. 4, p. 51-63, 2014.

ARAÚJO, P. H. C.; SILVA, F. F.; GOMES, M F. M.; FÉRES, J. G.; BRAGA, M. J. Uma Análise do Impacto das Mudanças Climáticas na Produtividade Agrícola da Região Nordeste do Brasil. Revista Econômica do Nordeste, v. 45, n. 3, p. 46-57, 2014.

BRITO, L. T L.; CAVALCANTI, N. B.; SILVA, A. S.; PEREIRA, L. A. Produtividade da Água de Chuva em Culturas de Subsistência no Semiárido Pernambucano. Engenharia Agrícola, v.32, n.1, p.102-109, 2012.

CAI, R; MULLEN, J. D.; BERGSTROM, J. C.; W. SHURLEY, D.; WETZSTEIN, M. E. Using a Climate Index to Measure Crop Yield Response. Journal of Agricultural and Applied Economics, v.45, n.4, p. 719-737, 2013.

CASAGRANDE, A.; SOUZA, E. B. C. O espaço e a demografia: o planejamento regional em perspectiva nas margens paranaenses do Lago de Itaipu. Sociedade e Território, v. 24, n. 1, p. 2-27, 2012.

CONAB. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. Safra 2015/16 – Quarto levantamento, Brasília, CONAB, v. 4, 2016.154 p.

DIAS, R. S.; SILVA, D. F. Relação entre variabilidade pluviométrica, indicadores socioeconômicos e produção agrícola no Cariri/Centro Sul cearense. Ambiência, v.1, n.2, p. 345-358, 2015.

FARIAS, A. A.; SOUSA, F. A. S.; MORAES NETO, J. M.; ALVES, A. S. Secas e seus impactos no município de Boqueirão, PB, Brasil. Rev. Ambiente & Água, v.12, n.2, p.316-330, 2017.

FRANCISCO, P. R. M.; BANDEIRA, M. M.; SANTOS, D.; PEREIRA, F. C.; GONÇALVES, J. L.G. Aptidão Climática da Cultura do Feijão Comum (Phaseolus vulgaris) para o Estado da Paraíba. Revista Brasileira de Climatologia, v. 19, n. 2, p. 366-378, 2016.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades@. 2010. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=250700&search. Acesso em: 10 agosto de 2017.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Infográficos. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=250700&search=||infogr%E1ficos:-informa%E7%F5es-completas. Acesso em: 10 agosto de 2017.

KOPPEN, W. Dasa geographi SC system der klimate. In: Koppen. W.; Geiger, R. Handbuch der klimatologia. Berlim: Gerdrulier Borntraeger, v.1, Part, 1936. 44p.

LEIVAS, J. F.; ANDRADE, R. G.; VICTORIA, D. C.; TORRESAN, F. E.; BOLFE, E. L. Monitoramento da seca 2011/2012 no nordeste brasileiro a partir do satélite SPOT-Vegetation e TRMM. Engenharia na Agricultura, v.22, n.3, p.211-221, 2014.

LIMA, P. V. P. S.; MENDES, C. M.; ROCHA, L. A.; OLIVEIRA, M. R. R. No Rastro da Vulnerabilidade às Secas: Uma Análise da Produção de Grãos no Semiárido Brasileiro. REDM, v. 19, n. 1, p.183-196, 2016.

LINDOSO, D.; EIRÓ, F.; ROCHA, G. D. Desenvolvimento Sustentável, Adaptação e Vulnerabilidade à Mudança Climática no Semiárido Nordestino: Um Estudo de Caso no Sertão do São Francisco Revista Econômica do Nordeste, v. 44, n. especial, p. 301-332, 2013.

MENEZES, H. E. A.; MEDEIROS, R. M.; SANTOS, J. L.C.; LIMA, T. S.; PIMENTA, T. A. Influência de veranico na produção agrícola no município de Santa Filomena, Piauí, Brasil. Revista Verde, v. 10, n. 4, p. 21 -25, 2015.

MOREIRA, E. Atlas de geografia agrária da Paraíba. 1. ed. Ed. Universitária, João Pessoa, 1997. 188 p.

R DEVELOPMENT CORE TEAM.R Foundation For Statistical Computing. R: A Language and Environment for Statistical Computing. Viena, Áustria. 2006. ISBN: 3-900051-07-0. Disponível em: . Acesso em: 15 de julho de 2017.

SÁ, I. B.; CUNHA, T. J. F.; TAURA, T. A.; DRUMOND, M. A. Mapeamento da desertificação da Região de Desenvolvimento Sertão do São Francisco com base na cobertura vegetal e nas classes de solos. Revista Brasileira de Geografia Física. v. 8, n. especial, p. 510-524, 2015.

SANTOS, E.; MATOS, H.; ALVARENGA, J.; SALES, M. C. L. A Seca no Nordeste no Ano de 2012: Relato Sobre a Estiagem na Região e o Exemplo de Prática de Convivência com o Semiárido no Distrito de Iguaçu/Canindé-CE. Revista Geonorte, Edição Especial 2, v.1, n.5, p.819 – 830, 2012.

SILVA, G.; SILVA, D. Análise da Influência Climática Sobre a Produção Agrícola no Semiárido Cearense. Revista Brasileira de Geografia Física, v.9, n.2, p. 643-657, 2016.

SILVA, M.; NÓBREGA, J.; GOMES, O.; BRITO, J. Estudo da Relação entre Monitoramento Climático e a Produção Agrícola de Grãos nos Estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 4, n. 2, p.322-335, 2011.

SILVA, R. A.; SOUZA, U. O.; SANTOS, L. G.; MELO, N. C.; VASCONCELOS, R. C. Características agronômicas de cultivares de milho verde submetidas a doses de Ribumin. Rev. de Ciências Agrárias, v.39, n.3, p.395-403, 2016.

SILVA, T. J. J.; ALMEIDA, F. F. Relações entre a variabilidade da precipitação pluviométrica e a produção agrícola no estado de Pernambuco entre 2000 e 2013. Revista Agropecuária Técnica, v. 38, n. 1, p. 26-33, 2017.

SILVA, V. M. A.; PATRÍCIO, M. C. M.; RIBEIRO, V. H. A.; MEDEIROS, R. M. O Desastre Seca no Nordeste Brasileiro. Polêm!ca, v. 12, n.2, p. 284-293, 2013.

SOARES, F. C.; PARIZI, A. R. C.; SILVA, G. U.; ESSI, R.; RUSSI, J. L.; BEM, L. H.; SANTOS, P. R. Irrigação suplementar na produção de grãos e na eficiência de uso da água do feijoeiro. Agrarian, v.9, n.34, p. 374-382, 2016.

SOUSA, R. F.; BARBOSA, M. P.; GUIMARÃES, C. L.; CARVALHO, A. P. Avaliação das Classes de Cobertura Vegetal e Mapeamento do Uso Atual dos Solos no Município de Itaporanga-PB. Engenharia Ambiental, v. 4, n. 1, p. 80-88, 2007.

SOUZA, D. F. et al. Contabilidade rural: Estudo de caso da cultura do feijão e da soja na região de Jussara-Goiás no período 2014/2015. PUBVET, v. 10, n. 4, p. 282-301, 2016.

TEIXEIRA, T. C. M.; PIRES, M. L. L. S. Análise da Relação Entre Produção Agroecológica, Resiliência e Reprodução Social da Agricultura Familiar no Sertão do Araripe. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 55, n.1, p. 47-64, 2017.




DOI: https://doi.org/10.24221/jeap.3.1.2018.1590.001-007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Journal of Environmental Analysis and Progress

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.