Sazonalidade na produção de serrapilheira em dois manejos no semiárido tropical

José Bandeira Brasil, Eunice Maia de Andrade, Deodato do Nascimento Aquino, Lécio Resende Pereira Júnior

Resumo


O material que é depositado ao longo do ano nas florestas tem importante papel na formação da serrapilheira, especialmente em ambientes sob estresse, como ocorre no semiárido. Este estudo objetivou identificar a inferência da cobertura vegetal na produção de serrapilheira em floresta tropical seca-Caatinga. A área em estudo localiza-se na bacia hidrográfica do Alto Jaguaribe no município de Iguatu-CE. Foram monitoradas duas microbacias, uma mantida com cobertura vegetal de caatinga em regeneração há 38 anos e outra com manejo de raleamento, mantendo-se as espécies vegetais com circunferência do caule ≤ 10 cm. As coletas de serrapilheira foram realizadas mensalmente (janeiro de 2011 a dezembro de 2013). Foram utilizadas 15 caixas de 1m2 dispostas aleatoriamente em cada microbacia hidrográfica. A quantidade média de serrapilheira produzida nas parcelas com caatinga em regeneração e caatinga raleada foram da ordem de 4.277,2 e 2.248,0 kg.ha-1.ano-1, respectivamente. A produção de serrapilheira apresentou um caráter sazonal, com picos de produção imediatamente posterior a quadra chuvosa, produzindo respectivamente 62,1% e 47,9% de toda a serrapilheira nos meses de maio a setembro. Isso evidencia que a caatinga em regeneração apresentou maior produção devido a sua maior quantidade de indivíduos arbóreos e maior quantidade de espécies.


Palavras-chave


Floresta tropical seca, precipitação, similaridade

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)

Referências


ALVES, A. R.; SOUTO, J. S.; SOUTO, P. C.; HOLANDA, A. C. 2006. Aporte e decomposição de serrapilheira em área de caatinga, na Paraíba. Revista de Biologia e Ciências da Terra, v.06, p.194-203.

AMORIM, I. L.; SAMPAIO, E. V.; SÁ. B.; ARAÚJO, E. L. 2009. Fenologia de espécies lenhosas da caatinga do Seridó, RN. Revista Árvore, v.33, p.491-499.

AQUINO, D. N. 2015. Ciclagem de carbono e caracterização espectral em áreas de Caatinga raleada e conservada. 180 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola), Universidade Federal do Ceará, Fortaleza.

COSTA, J. T. F.; SILVA, L. S.; ALVES, A. R.; HOLANDA, A. C.; MAIA, L. M.; NUNES, A. K. A. 2015. Avaliação da serapilheira em área de mata ciliar na bacia do rio Gurguéia sul do Piauí. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.10, p.13-19.

COSTA, C. C. A.; DANTAS, I. M.; CAMACHO, R. G. V.; SILVA, P. C. M. 2010. Análise comparativa da produção de serapilheira em fragmentos arbóreos e arbustivos em área de caatinga na FLONA de Açu-RN. Revista Árvore (Impresso), v.34, p.259-265.

GUERREIRO, M. J. S.; MAIA DE ANDRADE, E.; ABREU, I.; LAJINHA, T. 2013. Long‐term variation of precipitation indices in Ceará State, Northeast Brazil. International Journal of Climatology, v.33, n.14, p.2929-2939.

IBGE. Mapa de Biomas e de Vegetação. 2012. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/ geociencias/default_prod.shtm#MAPAS. Acesso em: 08/05/2012.

LIMA, R. P.; FERNANDES, M. M.; FERNANDES, M. R. M.; MATRICARDI, E. A. T. 2015. Aporte e Decomposição da Serapilheira na Caatinga no Sul do Piauí. FLORAM - Revista Floresta e Ambiente, v.22, p.42-49.

LOPES, J. F. B.; ANDRADE, E. M. A.; LOBATO, F. A. O.; PALÁCIO, H. A. Q.; ARRAES, F. D. D. 2009. Deposição e decomposição de serapilheira em área da Caatinga. Revista Agro@mbiente, v.3, n.2, p.72-79.

LOPES, C. G. R.; FERRAZ, E. M. N.; DE CASTRO, C. C.; DE LIMA, E. N.; DOS SANTOS, J. M. F. F.; DOS SANTOS D. M.; ARAÚJO, E. L. 2012. Forest succession and distance from preserved patches in the Brazilian semiarid region. Forest Ecology and Management, V.271, p.115-123.

NASCIMENTO, L. S.; CERQUEIRA, R. M.; HENDERSON, B. L. Produção de serapilheira em um fragmento adjacente a uma cava de mineração, Ribeirão Grande, SP. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 19, n. 9, p. 892-897, 2015.

PEREIRA JÚNIOR, L. R. 2016. Estrutura e estoque de carbono em vegetação de Caatinga: estudo de caso em uma área com 30 anos de regeneração. 84 f. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais), Universidade Federal do Ceará, Fortaleza.

SALGADO, E. V.; ANDRADE, E. M.; HEVIA, J. N.; NUNES, E. P.; RODRIGUES, M. M. A. 2015. Rainfall patterns and the contribution of litter in the caatinga dry tropical forest. Revista Ciência Agronômica, v.46, p.299-309.

SANTOS, J. C. N.; ANDRADE, E. M.; GUERREIRO, M. J. S.; MEDEIROS, P. H. A.; PALÁCIO, H. A. Q.; ARAÚJO NETO, J. R. Effect of dry spells and soil cracking on runoff generation in a semiarid micro watershed under land use change. Journal of Hydrology, v. 541, p. 1057-1066, 2016.

SANTANA, J. A. S.; SOUTO, J. S. 2011. Produção de serapilheira na Caatinga da região semiárida do Rio Grande do Norte, Brasil. Idesia, v.29, n.2 p.87-94.

SILVA, V. N.; SOUTO, L. S.; DUTRA FILHO, J. A.; SOUSA, T. M. A.; BORGES, C. H. A. 2015. Deposição de serapilheira em uma área de caatinga preservada no semiárido da Paraíba, Brasil. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.10, p.21-25.




DOI: https://doi.org/10.24221/jeap.2.3.2017.1335.167-176

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Journal of Environmental Analysis and Progress

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.