Caminhos culturais e culinários: incremento do mercado São Sebastião para o turismo e gastronomia

José Silva Pereira Junior, Bruna Laura Santos de Andrade, Dambergh da Mota

Resumo


O estado do Ceará apresenta singularidades por vezes ignoradas em seus pacotes turísticos. Tradicionais espaços da gastronomia local da cidade não figuram na lista dos equipamentos a serem visitados nos roteiros locais. Na tentativa de se incrementar a atratividade do Mercado São Sebastião, este ensaio enseja propor caminhos para o desenvolvimento do potencial turístico da gastronomia e cultura encontrada neste mercado público como mais uma possibilidade para os turistas que buscam uma imersão no cotidiano local. Assim, através de uma pesquisa de cunho bibliográfico somada a uma pesquisa em campo, objetiva-se delinear uma proposta de intervenção e melhoria do espaço a partir das observações feitas. Percebe-se que as potencialidades do Mercado São Sebastião são claras quer na culinária local ou como espaço da cultura e da “cearensidade”. Assim, o Mercado deve ser pensado como uma opção para turistas e ao inserir esse espaço em roteiros turísticos, se pode assegurar uma promoção da gastronomia local associada à difusão dos benefícios do turismo praticado em Fortaleza.


Palavras-chave


Turismo Gastronômico; Polo Turístico; Mercado Público; Turismo de Experiência; Atratividade Turística

Texto completo:

PDF

Referências


BENI, Marcos Carlos. Análise Estrutural do Turismo. São Paulo: Editora Senac, 1997.

BOULLÓN, Roberto C. Planejamento do espaço Turístico. Tradução Josely Vianna Baptista. Bauru, SP: EDUSC, 2002.

BRAUNE, R. e FRANCO, S. O que é Gastronomia. São Paulo (SP): Brasiliense, Col. 322, primeiros passos, 1ª edição,2007.

CASTRO, Haroldo. Pressa para quê? Percorra menos distâncias, passe por menos lugares, mas saboreie melhor sua jornada. Revista Época. Disponível em: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI15476-15245,00-PRESSA+PARA+QUE.html. Acesso em 15/nov/2013.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

IGNARRA, Luiz Renato. Fundamentos do Turismo. São Paulo: Thomson, 1998.

NETTO, Alexandre Panosso. GAETA, Cecília. Turismo de Experiência. São Paulo: Editora Senac, 2010.

SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do Trabalho Cientifico. 23 ed. rev e atualizada. São Paulo: Cortez, 2010.

SCHLUTER, Regina G. Gastronomia e Turismo. São Paulo (SP): Aleph. 2ª Edição. Revista, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Arquivos Brasileiros de Alimentação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Arquivos Brasileiros de Alimentação, Recife, PE,Brasil. e-ISSN 2446-9262

Licença Creative Commons