Composição nutricional e atividade antioxidante de plantas alimentícias não convencionais da região sul do Brasil

Aline Sobreira Bezerra, Siliane Aparecida Stankievicz, Angélica Inês Kaufmann, Amanda Aimée Rosito Machado, Juliano Uczay

Resumo


As plantas constituem uma fonte natural de compostos bioativos eficazes que podem ser utilizados em diversas aplicações, principalmente como aditivos alimentares e na promoção da saúde como ingredientes na formulação de alimentos funcionais e nutracêuticos. Este trabalho teve como objetivo investigar a composição nutricional, o teor de fenólicos totais e o percentual de atividade antioxidante de extratos de plantas alimentícias não convencionais (PANC) do Rio Grande do Sul, através de ensaios in vitro. Foram analisadas amostras de Almeirão (Cichorium intybus), Radite (Hypochaeris chillensis), Tansagem (Plantago major L.), quanto ao teor de umidade, cinzas, proteína e fibra bruta a partir de metodologias descritas na literatura. O teor de extrativos não nitrogenados foi determinado por diferença. A análise de fenólicos totais foi realizada pelo método de Folin-Ciocalteau e a avaliação da atividade antioxidante pelo método do radical 2,2-difenil-1-picril-hidrazil (DPPH). As plantas alimentícias não convencionais se mostraram como fonte nutricional e de compostos antioxidantes. Observou-se que o Cichorium intybus e o Hypochaeris chillensis apresentaram elevados teores de compostos fenólicos e da atividade antioxidante, enquanto que a Plantago major L. apresentou o menor teor destes. Estudos nesse âmbito são importantes para se analisar o potencial alimentício ou nutracêutico de um número significativo de espécies autóctones subutilizadas, cujo aproveitamento econômico poderá contribuir para o enriquecimento da dieta alimentar humana e o incremento da matriz agrícola brasileira e/ou mundial.


Palavras-chave


Compostos bioativos; Espécies nativas; Análise de alimentos; Valor nutricional.

Texto completo:

PDF

Referências


AOAC (Association of Official Analytical Chemists). Official Methods of Analysis of AOAC. Washington: Editora Patricia Cunniff, 1995. 1141p.

BEZERRA, A. S. Avaliação de compostos funcionais de grãos e extrato concentrado de cevada visando aplicações nutricionais. 2012. 108f. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia dos Alimentos) - Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul.

BLIGH, E. G.; DYER, W. J. A rapid method of total lipid extraction and purification. Canadian Journal of Biochemistry and Physiology, v. 37, p. 911-917, 1959.

CANTERI, M. G.; ALTHAUS, R. A.; VIRGENS FILHO, J. S.; GODOY, C. V. SASM-Agri: Sistema para análise e separação de médias em experimentos agrícolas pelos métodos Scott-Knott, Tukey e Ducan. Revista Brasileira de Computação Aplicada, v. 1, p. 18-24, 2001.

CECHINEL, V. F.; YUNES, R. A. Estratégias para a obtenção de compostos farmacologicamente ativos a partir de plantas medicinais. Conceitos sobre modificação estrutural para otimização da atividade. Química Nova, v. 21, p. 99-105, 1998.

CUNHA, A. P. Plantas e produtos vegetais em fitoterapia. 4.ª ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2012. 729p.

HADDADIAN, K.; HADDADIAN, K.; ZAHMATKASH, M. A review of Plantago plant. Indian Journal of Traditional Knowledge, v. 13, n. 4, p. 681-685, 2014.

KINGHORN, A. D. Pharmacognosy in the 21st century. Journal of Pharmacy and Pharmacology, v. 53, p. 135-148, 2001.

KINUPP, V. F. Plantas alimentícias não convencionais da região metropolitana de Porto Alegre, RS. 2007. 562f. Tese (Doutorado em Fitotecnia) Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Agronomia, Porto Alegre.

KINUPP, V. F.; BARROS, I. B. I. de. Teores de proteína e minerais de espécies nativas, potenciais hortaliças e frutas. Food Science, v. 28, p. 846-857, 2008.

KINUPP, V. F. Plantas alimentícias não convencionais da região metropolitana de Porto Alegre, RS. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 3, p. 53-54, 2008.

KINGHORN, A. D. Pharmacognosy in the 21st century. Journal of Pharmacy and Pharmacology, v. 53, n. 2, p. 135-148, 2001.

LOZIENE, K.; VENSKUTONIS, P.R.; SIPAILIENE, A.; LABOKAS, J. Radical scavenging and antibacterial properties of the extracts from different Thymus pulegioides L. chemotypes. Food Chemistry, v. 103, n. 2, p. 546-559, 2007.

MAGALHÃES, C. R. P. Triagem preliminar da presença de inulina em diferentes plantas. 2006. 60 f. Monografia (Curso de Engenharia de Alimentos) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

RIGOTTI, M. Cultivo de Plantas medicinais, condimentares e aromáticas, 2012. Disponível em: . Acesso em: 17 jun. de 2015.

SENGER, C. C. D.; KOZLOSKI, G. V.; SANCHEZ, L. M. B. MESQUITA, F. R.; ALVES, T. P.; CASTAGNINO, D. S. Evaluation of autoclave procedures for fiber analysis in forage and concentrate feedstuffs. Animal Feed Science and Technology, v. 146, n. 1-2, p. 169-174, 2008.

ZAMAN, R.; BASAR, S. N. A Review Article of Beekhe Kasni (Cichorium intybus) its Traditional uses and Pharmacological Actions. Research Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 2, p. 1-4, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Arquivos Brasileiros de Alimentação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Arquivos Brasileiros de Alimentação, Recife, PE,Brasil. e-ISSN 2446-9262

Licença Creative Commons